app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Economia

Preço médio da gasolina em Alagoas deve chegar a R$ 6,13 após aumento

O cálculo leva em conta o preço médio aferido pela ANP nos postos do estado no fim do mês de junho

Por Hebert Borges | Edição do dia 09/07/2024 - Matéria atualizada em 09/07/2024 às 04h00

O aumento no preço do litro da gasolina anunciado nessa segunda-feira (8) pela Petrobras deve elevar o valor médio do litro do combustível em Alagoas para R$ 6,13. O cálculo leva em conta o preço médio aferido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no fim do mês de junho, que era de R$ 5,98 e o acréscimo final de R$ 0,15 do aumento anunciado ontem.

Esse é a primeira alta da gasolina no ano e da gestão da presidente da estatal, Magda Chambriard. O reajuste gira em torno dos 7,8%, ou mais R$ 0,20 por litro. O preço para as distribuidoras passa a ser, em média, de R$ 3,01 a partir desta terça-feira, 9, informou a estatal.

"Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para composição da gasolina C vendida nos postos, a parcela da Petrobras na composição do preço ao consumidor passará a ser de R$ 2,20/litro, uma variação de R$ 0,15 a cada litro de gasolina C", disse a Petrobras em nota.

Se for considerado o preço máximo aferido pela ANP em Alagoas, que é no Sertão do estado, em Delmiro Gouveia, o valor do litro pode chegar a R$ 6,84. Já o valor mais barato da gasolina em Alagoas ficaria em R$ 5,84.

No entanto, esse preço pode ser ainda maior, já que há uma defasagem de mais de uma semana no levantamento da ANP. Em Maceió, alguns postos de combustíveis já praticam o valor de R$ 6,09 no litro da gasolina comum antes mesmo do aumento da Petrobras.

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), a defasagem em relação ao mercado internacional era de 18% antes do aumento dessa segunda. De acordo com a Petrobras, desde a implementação da nova estratégia comercial, a estatal reduziu seus preços de venda da gasolina para as distribuidoras em R$ 0,17/litro.

GLP

A estatal também reajustou para cima o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o conhecido “gás de cozinha”, sem aumento desde março de 2022. O preço de venda para as distribuidoras passará a ser, em média, equivalente a R$ 34,70 por botijão de 13kg, um aumento equivalente a R$ 3,10. Desde dezembro de 2022, a Petrobras reduziu seus preços de venda para as distribuidoras em valor equivalente a R$ 7,34/13kg.

Com isso, o valor médio do botijão de gás em Alagoas pode chegar a R$ 96,64. Já o preço máximo deve chegar a R$ 113,10 e o mais barato a R$ 87,10.

CORTE

A defasagem no levantamento de preços feito pela se dá porque a agência anunciou na última segunda-feira (1), o fim do levantamento de preços em quatro dos cinco municípios alagoanos onde a pesquisa era feita semanalmente. Em nota, o órgão informa ter publicado termo aditivo com a empresa que executa o serviço. “A medida visa tornar o valor do contrato compatível com os cortes orçamentários sofridos recentemente pela ANP”, diz a nota.

Mais matérias
desta edição