app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Esportes

Guga vence Safin e avan�a no Aberto dos Estados Unidos

Nova Iorque, EUA - Gustavo Kuerten apresentou ontem o tênis que o consagrou, derrotou o russo Marat Safin por 3 sets a 0 e se classificou para a terceira rodada do Aberto dos EUA, último Grand Slam da temporada. As parciais foram de 6-4, 6-4 e 7-5, após

Por | Edição do dia 31/08/2002 - Matéria atualizada em 31/08/2002 às 00h00

Nova Iorque, EUA - Gustavo Kuerten apresentou ontem o tênis que o consagrou, derrotou o russo Marat Safin por 3 sets a 0 e se classificou para a terceira rodada do Aberto dos EUA, último Grand Slam da temporada. As parciais foram de 6-4, 6-4 e 7-5, após duas horas e nove minutos. Guga começou o jogo de forma arrasadora e logo conseguiu dois break points. No primeiro, tentou um winner de esquerda, que ficou na rede. Mas, no segundo, a esquerda cruzada entrou com perfeição, configurando a primeira quebra.Com um ace, Guga logo abriu 2-0. A partir daí, os dois tenistas passaram a confirmar seus games, apesar do equilíbrio da partida e das longas trocas de bola no fundo de quadra. Guga só cedeu dois break points no oitavo game, mas salvou ambos (com uma deixadinha e com um belo primeiro saque) e fez 5-3. No décimo game, o brasileiro voltou a sacar bem e fechou em 6-4 o primeiro set, após 48 minutos. No set seguinte, Safin melhorou o seu serviço e passou a colocar 69% dos primeiros saques em quadra, cedendo apenas um break point nos seus quatro primeiros games de serviço. Guga, ganhando 93% dos pontos quando colocou o primeiro saque em quadra, não cedeu um break point sequer no segundo set. No nono game, quando teve a segunda oportunidade para quebrar o saque de Safin, o brasileiro conseguiu jogar de forma agressiva. Derrubou o serviço do russo e fez 5-4. Sacando, fechou a série em 40 minutos e abriu 2 sets a 0. O terceiro set seguiu igual até o 5-5. No 11º game, porém, Safin sofreu a pressão e cedeu dois break points para o brasileiro. Guga aproveitou a segunda chance para fechar em 7-5. Nas próximas três rodadas, o catarinense enfrenta jogadores de resultados pouco expressivos em competições do Grand Slam e contra os quais leva vantagem no confronto. É o caso do duelo da terceira rodada, quando pega o ganhador do duelo envolvendo o chileno Nicolas Massu e o austríaco Jürgen Melzer.

Mais matérias
desta edição