app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Esportes

CRB sem quatro titulares contra o N�utico

No difícil jogo de hoje à noite, contra o Náutico, nos Aflitos, em Recife, o CRB jogará com uma equipe enfraquecida pelos desfalques de quatro titulares: o goleiro Rafael e o zagueiro Tárcio (3o cartão), o atacante Wagner Wesley (expulso na última par

Por | Edição do dia 15/10/2002 - Matéria atualizada em 15/10/2002 às 00h00

No difícil jogo de hoje à noite, contra o Náutico, nos Aflitos, em Recife, o CRB jogará com uma equipe enfraquecida pelos desfalques de quatro titulares: o goleiro Rafael e o zagueiro Tárcio (3o cartão), o atacante Wagner Wesley (expulso na última partida) e o zagueiro Bruno (contundido  no joelho). Ocupando a sexta posição, com 31 pontos, o Galo corre o risco de perder posições, caso empate ou perca a partida de hoje e América-MG e Santa Cruz, que têm 30 pontos, vençam seus jogos. De qualquer forma, mesmo que aconteça essa combinação de resultados, o CRB não sairá da zona de classificação, ficando no mínimo em 8o lugar. Mudanças O técnico José Arnaldo Lyra definiu a equipe do CRB com improvisação na zaga de área – o volante Ânderson - e correndo o risco de lançar um jogador sem ritmo – o zagueiro Horácio -, que só hoje faz sua estréia. Ele foi contratado no início da competição, sofreu uma lesão durante os treinamentos e a recuperação foi muito demorada. Outro zagueiro do grupo – Gelásio – foi submetido a uma cirurgia no nariz. Para o lugar do goleiro Rafael, Lyra optou por Lula e não por Tarciano, que vinha como suplente nos últimos jogos. No ataque, substituindo Wagner Wesley, a escolha foi para Marciano, que atuará ao lado de Marquinhos, permanecendo Missinho no banco de reservas. O time deve jogar com Lula; Flávio, Horácio, Ânderson e Belchior; Gilberto Gaúcho, Lau, Saulo e Macelinho; Marquinhos e Marciano. Lyra não falou da estratégia tática para tentar surpreender o Náutico, mas deixou entender que sua equipe vai ser mais cautelosa do que nas outras partidas fora de casa. “Vamos nos precaver um pouco mais, porém sem descartarmos as opções de ataque. O Náutico vai para o  abafa e tentaremos aproveitar os espaços para os contra-ataques”, prevê o treinador.

Mais matérias
desta edição