app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Esportes

CBF mostra preocupa��o com cart�es

São Paulo - A Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ligou o sinal de alerta. O número de cartões amarelos chegou a 1.050 e os de vermelho está em 96, o que representa médias de aproximadamente 5 e 0,5 por jogo, respectivamente

Por | Edição do dia 16/10/2002 - Matéria atualizada em 16/10/2002 às 00h00

São Paulo - A Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ligou o sinal de alerta. O número de cartões amarelos chegou a 1.050 e os de vermelho está em 96, o que representa médias de aproximadamente 5 e 0,5 por jogo, respectivamente. “Está havendo muitas faltas e isso tem sido comentado pela imprensa e precisa cair este número. Tem que haver mais rigor na arbitragem contra a violência”, afirmou o diretor-técnico da CBF, Virgílio Elísio. Em seguida, ele saiu em defesa dos árbitros. “Não há como haver tratamento mecânico. Eles são pessoas e não robôs. Mas não se pode responsabilizar um lado só, tem que haver uma preocupação dentro das equipes. Há jogadores que jogam pesado”, completou o dirigente, sem dar nomes a estes atletas. Comparando com cam-peonatos europeus, o Brasileiro aparece como o que mais tem expulso. Com quase 0,5, só o Francês é quem chega mais próximo, com média de 0,28, seguido pelo Português (0,25) e Italiano (0,22). O mais leve é o Espanhol: 0,04. Pelo balanço estatístico, os jogadores campeões de cartões são: Alex Xavier e Ageu, da Portuguesa, com sete amarelos e um vermelho. Em seguida vem o meia Kaká, do São Paulo, com oito amarelos. Não é à toa que a Lusa aparece como o time mais violento do Brasileiro. Até agora, seus atletas receberam 64 amarelos e nove foram expulsos. Bem atrás surgem Atlético-MG (40 e 8) e o Tricolor paulista (52 e 4). Entre os mais “bonzinhos” estão o Fluminense, de Renato Gaúcho, que só levou até agora 29 amarelos e dois vermelhos, e o Figueirense, que, em 16 partidas, não viu um jogador ser expulso, tendo levado 42 amarelos - é a única equipe a conseguir tal proeza. Em seguida, com apenas uma expulsão aparecem Bahia (36 amarelos), Botafogo (38) e Paysandu (42).

Mais matérias
desta edição