app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes

Lyra pede demiss�o do comando t�cnico do CRB

José Arnaldo Lyra surpreendeu ontem a diretoria do CRB ao pedir demissão do cargo de técnico. Ele não foi encon-trado para explicar sua de-cisão, mas teria confidenciado a amigos que já estava no início de desgaste com os últimos seis maus resulta

Por | Edição do dia 17/10/2002 - Matéria atualizada em 17/10/2002 às 00h00

José Arnaldo Lyra surpreendeu ontem a diretoria do CRB ao pedir demissão do cargo de técnico. Ele não foi encon-trado para explicar sua de-cisão, mas teria confidenciado a amigos que já estava no início de desgaste com os últimos seis maus resultados, deixando a equipe ameaçada de sair da zona de classificação. Ontem mesmo, a diretoria agilizou os contatos para a contratação do substituto de Lyra. Alguns nomes foram sugeridos aos dirigentes do CRB, exemplo de Mauro Fernandes e Cilinho, mas foram descartados. Roberval Davino, que está há dez dias no Mogi Mirim, também foi lembrado. O nome de Freitas, recentemente demitido do Joinville, foi outro treinador indicado, mas imediatamente fora dos planos. O dirigente Darlan Brandão garantiu que hoje pela manhã anunciará oficialmente o novo treinador do CRB. O próximo jogo será na próxima terça-feira, contra o Sampaio Corrêa, no Rei Pelé, e o novo técnico vai ter que armar uma nova formação. Lau e  Marciano (3o cartão) são desfalques, mas estarão de volta Bruno, Rafael, Tárcio e Wagner  Wesley. Enquanto o novo treinador não chega, os trabalhos vão ser comandados pelo preparador físico Hamilton Tavares. A derrota para o Náutico, por 3x0, na terça-feira, em Recife, irritou a diretoria. Foi o sexto jogo sem vitória, pois em 18 pontos disputados o Alvirrubro só conseguiu dois. Agora o CRB, que já foi quarto colocado, está sendo ameaçado na zona de classificação por outros clubes que vêm de trás, no caso o Vila Nova-GO (27 pontos), próprio Náutico, Remo e Anapolina (26). Para reverter essa situação ameaçadora, o Alvirrubro terá que pelo menos vencer os três jogos em casa – Sampaio Corrêa, América-RN e São Raimundo – embora também possa pontuar nas partidas fora de casa, diante do Joinville, Londrina e América-MG.

Mais matérias
desta edição