app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

CRB pode ter mais mudan�as no jogo de 3� feira

Além da volta dos quatro jogadores que não atuaram contra o Náutico – Rafael, Tárcio, Bruno e Wagner Wesley – o CRB poderá sofrer modificações em outros setores para o jogo de terça-feira, contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Rei Pelé. O novo técnico vai

Por | Edição do dia 18/10/2002 - Matéria atualizada em 18/10/2002 às 00h00

Além da volta dos quatro jogadores que não atuaram contra o Náutico – Rafael, Tárcio, Bruno e Wagner Wesley – o CRB poderá sofrer modificações em outros setores para o jogo de terça-feira, contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Rei Pelé. O novo técnico vai ter pouco tempo para avaliar o elenco, mas essa tendência é possível. Nessa partida, o time terá dois desfalques: o apoiador Lau e o meia Marcelinho, que cumprirão suspensão automática. Os jogadores sentiram a saída do técnico José Arnaldo Lyra, mas consideram um fato normal no futebol. O pensamento agora é um só: iniciar a arrancada em busca da classificação a partir de terça-feira. Eles entendem ao mesmo tempo que uma mudança sempre tem seu lado positivo, já que o time passa a ter um novo comandante, novos esquemas táticos, com cada jogador querendo mostrar um pouco mais do seu futebol. Ontem os trabalhos foram comandados pelo preparador físico Hamilton Tavares. Uma preocupação maior de Hamilton Tavares é com o atacante Wagner Wesley, que voltou ao time depois de sete jogos afastados, por força de uma contusão, e que acabou expulso de campo contra o Santa Cruz e que não jogou na derrota para o Náutico. É que o meia precisa recuperar o seu melhor condicionamento físico para os jogos decisivos da fase. Wagner Wesley é um jogador importante para o time e, até se contundir, vinha sendo um dos destaques do Galo no Brasileiro da Série B. Técnico Apesar do empenho da diretoria, até o fechamento desta página, o substituto do técnico José Arnaldo Lyra, já contratado pelo União São João, de Araras/SP. Roberval Davino, que está trabalhando há mais de dez dias no Mogi Mirim, era o preferido, mas descartou a sua saída do clube paulista, no momento. “Estou no Mogi Mirim por consideração ao presidente Wilson, que é meu amigo, acima de tudo. A proposta do CRB foi muito boa, mas o dinheiro é secundário, nesse momento. Seria uma covardia de minha parte abandonar o Mogi para voltar ao CRB”, afirmou Roberval Davino, por telefone, ontem. A torcida aguarda com expectativa o anúncio do nome do novo técnico.

Mais matérias
desta edição