app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Esportes

Arnaldo Lyra se considera um vitorioso na S�rie B do Brasileiro

JOÃO JOSÉ/ Editor de Esportes Passando férias em Maceió, onde residem seus familiares, o técnico José Arnaldo Lyra afirmou que seu trabalho no Campeonato Brasileiro da Série B foi considerado o melhor da sua carreira até agora. Primeiro no CRB e lo

Por | Edição do dia 22/11/2002 - Matéria atualizada em 22/11/2002 às 00h00

JOÃO JOSÉ/ Editor de Esportes Passando férias em Maceió, onde residem seus familiares, o técnico José Arnaldo Lyra afirmou que seu trabalho no Campeonato Brasileiro da Série B foi considerado o melhor da sua carreira até agora. Primeiro no CRB e logo a seguir no União São João de Araras (SP). “Acho que fiz um bom trabalho nestes dois clubes, maior satisfação inclusive no CRB, onde iniciei minha carreira como jogador e tive a oportunidade de começar a profissão de treinador. Voltei a dirigir o Alvirrubro com grande motivação e tenho certeza de que o trabalho foi satisfatório. No União São João também foi uma boa participação”, afirmou. Sem dúvida, Lyra fez um grande trabalho no CRB, colocando a equipe nas primeiras colocações até a metade da competição e com o time permanecendo na zona de classificação até quando pediu demissão do cargo, faltando seis partidas para a conclusão da fase inicial do Brasileiro. “O CRB ficou numa excelente situação para se classificar, quando Lyra deixou o cargo. Seu trabalho, inegavelmente, foi ótimo”, opina seu amigo e alvirrubro de coração, o corretor de imóveis Hélder Pita. Bom trabalho O treinador não quis voltar a comentar os motivos que o levaram a deixar o CRB, depois da derrota de 3x0 para o Náutico, em Recife. “Foi o momento certo para minha saída. Foi um aborrecimento rotineiro de um treinador de futebol. Não fiquei com mágoa de ninguém e um dia posso voltar. Minha alegria foi trabalhar de novo no CRB, meu clube de coração, feliz principalmente por ter feito um bom trabalho”, resumiu. O complemento de seu sucesso na Série B foi no União São João. Seriamente ameaçado de rebaixamento, pois estava entre os seis últimos na classificação, Lyra chegou com o desafio de salvar o time de Araras. O União subiu muitas posições com Lyra no comando, ficando muito longe do rebaixamento. Ficou na 13a posição, junto com Ceará, Caxias,  Vila Nova, Anapolina e Londrina. “Ele ainda ajudou o CRB,  pois derrubou dois perseguidores do CRB na luta pela classificação, no caso o Mogi Mirim e o Remo”, lembrou outro amigo, o narrador esportivo César Pita, da RÁDIO GAZETA. Desafio Agora José Arnaldo Lyra tem novo desafio pela frente: o Paulistão-2003. Vai continuar no União São João e trabalhar muito para a permanência da equipe de Araras na elite do futebol de São Paulo, a Primeira Divisão. “Espero, se Deus quiser, continuar fazendo um bom trabalho. Será uma tarefa muito difícil dirigir o União numa competição fortíssima, mas acredito nas minhas condições de desempenhar bem o que conheço de futebol. Gosto de desafios”, concluiu. O treinador já fez sucesso em outras praças, várias vezes dirigindo no Ceará, Fortaleza e Ceará; em Santa Catarina, Criciúma e Tubarão; o Pelotas (RS), além de equipes do interior de São Paulo.

Mais matérias
desta edição