app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Esportes

CSA entra na Justi�a se Inter n�o quitar d�vida

O CSA continua encontrando dificuldades para receber do Internacional/RS as promissórias vencidas, referentes à transação envolvendo os jogadores Gheninho, Rubiano e Cleiton. São três ao todo e mais uma a se vencer amanhã, no valor de R$ 50 cada, acrescid

Por | Edição do dia 29/11/2002 - Matéria atualizada em 29/11/2002 às 00h00

O CSA continua encontrando dificuldades para receber do Internacional/RS as promissórias vencidas, referentes à transação envolvendo os jogadores Gheninho, Rubiano e Cleiton. São três ao todo e mais uma a se vencer amanhã, no valor de R$ 50 cada, acrescidas de juros. Dos três, apenas Cleiton é titular da equipe. Esse jogador pode, inclusive, ser negociado com um clube do exterior – o CSA tem direito a 50% do valor da venda. O Internacional ficou de depositar o dinheiro até o dia 10, depois que o vice-presidente jurídico do clube, Aurélio Lages Filho, esteve em Porto Alegre conversando com o presidente do Fernando Chagas Carvalho. A promessa não foi cumprida, razão pela qual o dirigente voltará à capital gaúcha, hoje, para tentar receber toda a dívida. Caso o impasse persista, Aurélio Lages Filho tomará outra medida, aportando em cartório as notas promissórias atrasadas, objetivando protestá-las, sendo então estipulado um prazo de 72h para o Internacional saldar o débito. Não o fazendo, a Fifa será cientificada, via Confederação Brasileira de Futebol. Ficando o clube gaúcho passível de uma punição se não honrar o compromisso. O CSA depende desses recursos para saldar alguns compromissos com jogadores e comissão técnica, quitando também alguns débitos em atraso com atletas que já deixaram o clube, concordando em receber promissórias para resgate posterior.

Mais matérias
desta edição