app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

Vale-Lazer pode voltar

A Federação Alagoana de Futebol, através do presidente em exercício, Raimundo Soares, confirmou que foi fechado acordo entre o governo do Estado/Secretaria da Fazenda e os seis clubes que disputam o primeiro turno do Campeonato Alagoano-2002 – ASA, Corint

Por | Edição do dia 03/03/2002 - Matéria atualizada em 03/03/2002 às 00h00

A Federação Alagoana de Futebol, através do presidente em exercício, Raimundo Soares, confirmou que foi fechado acordo entre o governo do Estado/Secretaria da Fazenda e os seis clubes que disputam o primeiro turno do Campeonato Alagoano-2002 – ASA, Corinthians, Capela, Murici, Penedense e Bom Jesus -, quanto à validade do Vale-Lazer na competição. Provavelmente, já a partir da 3a  rodada, o torcedor vai poder ter  acesso aos estádios com ingressos  trocados por cupons e notas ficais.  O ASA vai receber R$ 35 mil, reservando 30% da capacidade do seu estádio para essa campanha, enquanto os outros cinco clubes receberão um total de R$ 25 mi, reservando 20% da capacidade dos seus estádios para os bilhetes da campanha. O pagamento dos valores – R$ 35 mil e R$ 25 mil – será feito pelo governo estadual em quatro parcelas. CSA e CRB apresentaram para o governo do Estado uma proposta diferenciada, que está sendo analisada pelos organizadores da campanha. Os dois clubes querem receber R$ 5 reais por cada ingresso, um valor acima do que é pago, hoje. Presidência Raimundo Soares informou, também, que o presidente da Federação, Raimundo Tavares, deve reassumir o cargo nesta semana. Tavares passou cerca de um mês em São Paulo acompanhando seu genitor, o ex-governador José Tavares, que se submeteu a cirurgias. Até a próxima quarta-feira, Soares entregará um relatório a Raimundo Tavares sobre as ocorrências durante sua permanência à frente da entidade. Os dirigentes devem, também, traçar alguns outros planos para maior apoio aos clubes que disputam o Estadual, além da vigilância contra problemas que possam prejudicar a boa campanha dos representantes de Alagoas, CSA e CRB, no Campeonato do Nordeste.

Mais matérias
desta edição