app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Esportes

�dolos entram em campo para pedir paz nos cl�ssicos

Uma constelação de jogadores do passado do futebol alagoano promete dar o pontapé para diminuir a violência entre torcedores – fora e dentro dos estádios – neste domingo. Isso porque, às 15 horas, no Estádio Rei Pelé, o clássico máster entre CSA e CRB ent

Por | Edição do dia 24/05/2015 - Matéria atualizada em 24/05/2015 às 00h00

Uma constelação de jogadores do passado do futebol alagoano promete dar o pontapé para diminuir a violência entre torcedores – fora e dentro dos estádios – neste domingo. Isso porque, às 15 horas, no Estádio Rei Pelé, o clássico máster entre CSA e CRB entra de cabeça na campanha “Paz nos Estádios”. Essa é uma ação que envolve o Tribunal de Justiça (TJ), por meio do Juizado do Torcedor, e entidades ligadas ao chamado “terceiro setor”, para começar a pôr fim à violência que tem afastado as famílias dos estádios de futebol. “Acreditamos ser possível o convívio de tolerância entre os clubes, através das verdadeiras torcidas, que mantêm o espírito de competição sem violência. Queremos resgatar a história do clássico como já foi em décadas passadas”, diz Susan Horn Veiga, uma das coordenadoras do movimento “Paz nos Estádios”. CRAQUES No espetáculo, já estão confirmados ídolos como Jacozinho, Joãozinho Paulista, Zé Preta, Silva, Rommel, Paranhos, Coca, Fanta, Edson, Jorge Siri, Orlandinho, Geová, Rato Branco, Jorge da Sorte, entre muitos outros. PATROCÍNIO “Seria ótimo se o governo do Estado e a Prefeitura de Maceió fixassem esse jogo de máster no calendário esportivo para endossar essa campanha”, disse Veiga, ex-volante do CSA nos anos 1980 e que veio à capital alagoana jogar a convite da irmã, a organizadora do evento, Susan Horn Veiga. “No tempo em que a gente jogava bola, o máximo que a gente via no estádios de futebol era uma inocente laranjada nas costas e a tradicional vaia”, disse o meia Rommel, também convidado para a festa. “Acho que é uma oportunidade de as famílias voltarem aos estádios e se divertirem”, afirmou o ex-ponta-direita Edson, ex-CRB e CSA.

Mais matérias
desta edição