app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Esportes

Interdi��o far� quatro meses

Desde o dia 9 de fevereiro, o setor das cadeiras especiais do primeiro piso do Estádio Rei Pelé está interditado. O motivo foi uma rachadura provocada no dia anterior, durante a partida entre CSA e CEO. A interdição já vai completar quatro meses. O lugar

Por | Edição do dia 31/05/2015 - Matéria atualizada em 31/05/2015 às 00h00

Desde o dia 9 de fevereiro, o setor das cadeiras especiais do primeiro piso do Estádio Rei Pelé está interditado. O motivo foi uma rachadura provocada no dia anterior, durante a partida entre CSA e CEO. A interdição já vai completar quatro meses. O lugar é frequentado geralmente por torcedores que preferem mais tranquilidade no estádio, além de se sentirem mais confortáveis e terem uma boa visão de jogo. Gente que há muitos anos vai ao estádio e assiste aos jogos no local sente falta do funcionamento da área e reclama da demora na recuperação. O torcedor Jorge Maciel, que há mais de 30 anos frequenta o Rei Pelé para ver o CRB, seu time de coração, jogar, é frequentador assíduo das cadeiras especiais do primeiro piso, e, com a interdição da área, assiste aos jogos do seu time nas cadeiras do quarto piso. “Frequento as cadeiras por segurança, não gosto de ficar na arquibancada por conta de algumas torcidas organizadas, que, ao invés de torcer, vão para arrumar confusão. Por isso, prefiro pagar mais caro, mas é algo seguro e tranquilo”, disse o torcedor, que há cerca de dez anos sempre assistia aos jogos no mesmo local. * Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição