app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes

Kak� ganha “chance de �ouro” do t�cnico Scolari

São Paulo - O meia Kaká do São Paulo acredita que vive sua “chance de ouro” na seleção brasileira - ele foi confirmado como titular no amistoso contra a Islândia, hoje, pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Será a primeira partida de Kaká, 19, como titular

Por | Edição do dia 07/03/2002 - Matéria atualizada em 07/03/2002 às 00h00

São Paulo - O meia Kaká do São Paulo acredita que vive sua “chance de ouro” na seleção brasileira - ele foi confirmado como titular no amistoso contra a Islândia, hoje, pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Será a primeira partida de Kaká, 19, como titular da seleção. Em sua primeira convocação, ele entrou no segundo tempo das partidas contra a Bolívia (7 a 0, em Goiânia) e Arábia Saudita (1 a 0, em Riad). “Estou muito satisfeito. Acho que esta é uma chance de ouro em minha carreira, já que se for bem (no amistoso) aumentam minhas chances de ir à Copa do Mundo”, disse Kaká. Ele terá ao seu lado no ataque da seleção, companheiro de São Paulo França, com quem vem formando uma dupla infernal no Torneio Rio-São Paulo e na Copa do Brasil. Nesta temporada, França e Kaká já fizeram juntos 18 dos 35 gols que o São Paulo fez na temporada. “O Felipão gosta do meu trabalho de troca de passes e me testou ali no meio. Estou à disposição para jogar onde ele precisar”, afirmou França. O jogador, no entanto, deve iniciar a partida jogando ao lado de Washington, que mesmo perseguido pela torcida continua contando com a preferência de Felipão. Pressão Luiz Felipe Scolari resolveu usar os gritos dos torcedores que imploram por Romário na Seleção Brasileira. O treinador deixou escapar em Cuiabá que sua decisão já está tomada sobre levar ou não o jogador para a Copa do Mundo. A tendência é que enfrente mesmo o lobby e não o leve. Mas enquanto mantém o suspense, diz que a pressão serve para definir os atletas que têm personalidade para atuar na Seleção Brasileira. Esse é o grande objetivo do amistoso de hoje contra o fraquíssimo time reserva da Islândia. “Estou observando a reação de todos, principalmente, os atacantes para sentir quem tem personalidade para ir à Copa de Mundo. Para isso está servindo toda essa pressão por Romário. Sei quem erra um chute por estar com medo. Deste ponto de vista, toda essa pressão está sendo ótima, porque eu já fiz a minha auto-análise e sei o que fazer com o Romário. E vou revelar quando for conveniente para mim e para a Seleção. Mas aviso desde já que atacantes não faltam: Denilson, Luizão, Ronaldinho Gaúcho, Edilson, Élber, França, Washington, Ronaldo da Inter. Estamos bem demais de atacante. Posso escolher tranqüilamente.” Scolari fez questão de revelar que está disposto a convocar Luizão mesmo se ele não arrumar clube. “Enquanto está acontecendo a preparação para a Copa, respeito o combinado com o pessoal da CBF que é não convocar jogadores em litígio com suas equipes. Agora em Copa do Mundo, o aspecto é diferente. Se o Luizão até lá não tiver se acertado com o Corinthians ou com quem quer que seja, poderá ser chamado.”

Mais matérias
desta edição