app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Esportes

Macei� j� tem per�odo de circuito de voleibol

A temporada 2002 do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia já está em andamento. Neste domingo encerra-se a primeira etapa do Rio Grande do Sul. Este ano, será um total  de 19 fases e Maceió sediará a  16a etapa, no período de 23 a 27 de outubro, na P

Por | Edição do dia 10/03/2002 - Matéria atualizada em 10/03/2002 às 00h00

A temporada 2002 do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia já está em andamento. Neste domingo encerra-se a primeira etapa do Rio Grande do Sul. Este ano, será um total  de 19 fases e Maceió sediará a  16a etapa, no período de 23 a 27 de outubro, na Praia de Pajuçara. Das 19 etapas, quatro serão challenger, isto é, torneios que acontecerão no Mato Grosso do Sul, Pará, Maranhão e Rio Grande do Norte, e que distribuirão uma pontuação menor, mas que servirão para manter em atividade as duplas que permanecerem no País, enquanto as principais parcerias estarão disputando o Circuito Mundial. “Para quem não disputa o Circuito Mundial, o challenger é excelente. Pela falta de torneios aqui no Brasil, no meio do ano, cheguei a ir para a Itália em outras duas ocasiões só para me manter em atividade. Além disso, o challenger não terá duplas favoritas, pelo menos no feminino, o que dará a chance de finais diferentes”, disse Ana Richa. No 12o ano do Circuito Banco do Brasil, a Paraíba permanece sendo o único Estado brasileiro a jamais deixar de fazer  parte do calendário da competição, desde 1991. Por outro lado,  Pará e Maranhão voltam a ser sede de um challenger, a exemplo do que ocorreu em 2000. Disputam o torneio principal das etapas do Circuito Banco do Brasil 24 duplas masculinas e 16 femininas. Tande/Emanuel (RJ/PR), com 380 pontos; e Shelda/Adriana Behar (CE/RJ), com 400 pontos, campeões brasileiros em 2001, iniciam a temporada como líderes do ranking nacional. Os vice-líderes são Franco/Roberto Lopes (CE) e a nova parceria formada por Ana Paula e Tatiana (MG/RS), respectivamente com 320 e 280 pontos. A premiação total para a temporada 2002 também aumentou, passando de R$ 145,6 mil, por etapa, para R$ 159,7 mil, sendo que o prêmio para a dupla masculina campeã subiu de R$ 17 mil para R$ 18,7 mil e para a parceria feminina de R$ 12,6 mil para R$ 13,9 mil. A premiação do challenger é de R$ 30,9 mil por cada um dos quatro torneios. O título valerá R$ 7,7 mil em cada categoria.

Mais matérias
desta edição