app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Esportes

Time sofre uma derrota injusta �para o Cear� no Est�dio Rei Pel�

O CSA desperdiçou uma grande oportunidade para disparar na vice-liderança do Campeonato do Nordeste ao perder para o Ceará por 1x0, domingo, no Estádio Rei Pelé. Foi a primeira derrota sofrida pela equipe azulina jogando em casa e a segunda nessa compe

Por | Edição do dia 26/03/2002 - Matéria atualizada em 26/03/2002 às 00h00

O CSA desperdiçou uma grande oportunidade para disparar na vice-liderança do Campeonato do Nordeste ao perder para o Ceará por 1x0, domingo, no Estádio Rei Pelé. Foi a primeira derrota sofrida pela equipe azulina jogando em casa e a segunda nessa competição. Aconteceu num momento perigoso, pois a disputa pelas três vagas que restam para o quadrangular está cada vez mais acirrada nesse final de fase e tropeço jogando em casa significa um prejuízo imenso. O CSA vai cumprir ainda mais três jogos, sendo dois fora de casa, contra o América, em Natal, sábado, contra o Treze, em Campina Grande, dia 7, e Vitória/BA, e o último no Trapichão, dia 14, contra o Vitória, que já tem a sua classificação assegurada. Para chegar ao quadrangular, a equipe que alcançar os 28 pontos se garante e o CSA soma no momento 22. Pode, entretanto, ficar com a vaga com uma pontuação menor, dependendo de resultados de outros jogos. Jogo Apesar de não ter repetido as boas atuações que apresentou até o jogo contra o Bahia, que foi derrotado por 4x1, perdendo a sua invencibilidade no Campeonato do Nordeste, o CSA dominou totalmente a partida e teve tudo para vencer o Ceará. Não aproveitou as inúmeras chances de gol que criou, viu o goleiro Kiper fazendo defesas impossíveis, e acabou perdendo o jogo num lance infeliz do goleiro Santos, que pulou atrasado numa bola chutada de longe pelo lateral Arlindo Maracanã. O gol foi marcado aos 17 minutos da etapa complementar, numa das poucas vezes que o Caerá finalizou ao gol. No mais, só fez se defender, principalmente depois de marcar o gol que seria o da vitória. Arbitragem de Genival Batista Lima Júnior (PB), auxiliado por Ednalvo Almeida e Marcos Antônio Souza, também paraibanos. Renda e público não divulgados. CSA – Santos; Marco Aurélio, Bartô, Alex Martins e Ramon; Capitão, Geninho, Rubiano (Eliel) e Pedrinho Maradona  (Fabiano); Cristiano e Toninho. Ceará – Kiper; Arlindo Maracanã, Alan, Sidney e Souza; Marcelo, Jajá, França (Valdir)  e Tony (Lopes); Mota e Stênio  (Jacobina).

Mais matérias
desta edição