Nº 0
Esportes Maceió, 11 de fevereiro de 2020
O técnico Eduardo Baptista foi apresentado no CT do Mutange para a imprensa e realizaou coletivo. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz

BATISTA CHEGA PARA MUDAR POSTURA DO CSA

Treinador do CSA disse que principal mudança que vai implantar no time é de atitude em campo

O técnico Eduardo Baptista chegou ao Mutange nesta terça-feira (11), já conversou com jogadores e conheceu a estrutura que o CSA tem a oferecer para o elenco e toda a comissão técnica. O novo treinador do Azulão adiantou que a principal mudança que vai implantar e a torcida vai assistir é de "atitude do time dentro de campo, sendo mais agressivo e pressionando o adversário para causar desconforto".

Para o novo comandante do Azulão, os jogadores que são contratados por clubes nordestinos devem entender que é preciso ter uma "força extra" para atuar nos times que são da região Nordeste do País. "O futebol daqui (Nordeste) exige uma dedicação a mais do jogador", sentenciou Baptista, durante a conversa com a imprensa, na parte da tarde.

O técnico também parabenizou o clube pela estrutura que disponibiliza. "As estrutura do CSA não fica atrás dos grandes clubes. Em 2019, o CSA sentiu o gostinho da Série A. Então, a cobrança é grande. Vejo muita qualidade e muito potencial a ser explorado. Chegamos na véspera do jogo, ou seja, não dá para mudar muito o time, e vamos aproveitar a espinha dorsal da equipe", adiantou Baptista.

"A filosofia que levo é a de que nada supera o trabalho, a repetição e o conjunto. As decisões são tomadas, dentro de campo, também com os jogadores. Coloco tudo em discussão com os atletas, pois são eles que põem em prática. Mas sempre prevalece minha decisão. Vejo muita qualidade no elenco, e alguns não chegaram no potencial que eles podem. Tive conversa com alguns e a pergunta que mais foi feita é: onde vocês se sentem bem? Para explorar as características dos jogadores e dar mais confiança", revelou o técnico.

Eduardo Baptista foi apresentado pelo presidente do clube, Rafael Tenório, pelo presidente do Conselho Deliberativo e gestor do futebol, Raimundo Tavares, e pelo executivo de futebol, Fabiano Melo.

COMISSÃO

Além de Eduardo Baptista chegaram com ele o preparador físico Caio Gaspari e o auxiliar técnico Márcio Goiano.

Sobre a saída de Maurício Barbieri, demitido após o empate por 1 a 1 com o CRB, pela Copa do Nordeste, Rafael Tenório declarou que a decisão foi tomada frente os resultados adversos do time no início da temporada, sobretudo nas Copas do Nordeste e do Brasil.

O presidente azulino disse, ainda, que a contratação de Eduardo Baptista foi uma indicação direta de Raimundo Tavares. "A gente trabalha para não errar, mas isso acontece. Ele [Barbieri] não tinha noção do futebol do Nordeste, e deu errado", resumiu Rafael Tenório, para não polemizar sobre a saída de Barbieri.

PRÓXIMO JOGO

O CSA enfrenta o CSE na próxima quinta-feira (13) pelo Campeonato Alagoano, no Estádio Rei Pelé, às 20 horas, pela terceira rodada. O Azulão é o líder do Estadual, com seis pontos; já o time de Palmeira dos Índios é quinto colocado, com dois pontos conquistados.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição