app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Esportes

CBF briga com Liga

São Paulo - A tão falada Liga Brasileira de Futebol  Profissional foi criada, em  São Paulo, após quase quatro horas de reunião entre os presidentes dos principais  clubes do País. No mesmo  dia em que anunciava que será o promotora do Campeonato Brasilei

Por | Edição do dia 28/03/2002 - Matéria atualizada em 28/03/2002 às 00h00

São Paulo - A tão falada Liga Brasileira de Futebol  Profissional foi criada, em  São Paulo, após quase quatro horas de reunião entre os presidentes dos principais  clubes do País. No mesmo  dia em que anunciava que será o promotora do Campeonato Brasileiro, a Confederação Brasileira de Futebol garantia que continua responsável pela competição. A CBF avisou em Fortaleza que vai organizar as séries A, B e C do torneio. Essa intenção será formalizada na assembléia geral marcada para o dia 8. A informação partiu do secretário-geral da entidade, Marco Antônio Teixeira, que se reuniu com 19 presidentes de federações estaduais. Em São Paulo, a Liga dizia que será responsável pelo Brasileiro, que começará em 5 de agosto, com a participação de 26 times. A fórmula de disputa será a mesma do ano passado. Os oito melhores avançam para as quartas-de-final e os quatro piores são rebaixados. A Liga comandará também a Série B (26 equipes). A Série C é o “patinho feio” da história, pois ninguém quer ficar com ela, mas pode sobrar para a Liga. De acordo com as propostas da Liga, a CBF perderia, assim, o poder do futebol no País. Passaria a controlar apenas as diversas categorias da Seleção Brasileira. A cidade de São Paulo foi apontada como a sede da Liga. O nome do presidente sairá em 15 dias e não poderá ser o de nenhum dirigente de clube.

Mais matérias
desta edição