app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes

Felip�o admite j� ter grupo definido para Copa

Rio – Os 23 jogadores brasileiros que disputarão a Copa do Mundo do Japão e da Coréia já  estão praticamente definidos. Quem deu a dica foi o técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, após a vitória do Brasil contra a Iugoslávia por 1 a 0, em Fortaleza.

Por | Edição do dia 29/03/2002 - Matéria atualizada em 29/03/2002 às 00h00

Rio – Os 23 jogadores brasileiros que disputarão a Copa do Mundo do Japão e da Coréia já  estão praticamente definidos. Quem deu a dica foi o técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, após a vitória do Brasil contra a Iugoslávia por 1 a 0, em Fortaleza. Durante os treinos do Brasil, Scolari afirmou que 90% dos jogadores que fossem convocados para o amistoso no Ceará estariam na Copa. Segundo o treinador, essa percentagem não mudou após o jogo contra a Iugoslávia. “A percentagem continua a mesma. Não vou modificar porque tem tantos jogadores atuando em campeonatos e nos últimos meses teremos quase que finais em todo o mundo. Então, a possibilidade de uma lesão é muito grande. Vou esperar”, disse o técnico. Falando dos jogadores convocados, o treinador também quase entregou de vez que Romário está fora da Copa. “Quem não foi em amistoso nenhum, ou em jogo de eliminatória nenhum”, corrigiu, “É um pouco mais difícil”. Após a seleção ser vaiada também pela torcida cearense, Scolari novamente defendeu seus jogadores. “Os jogadores têm dito a vocês que quem convoca sou eu. A eles compete jogar futebol. Se alguém tiver de tomar uma atitude com a convocação dos jogadores, que tome comigo, porque quem escala sou eu”, disse. Como acontece em todo lugar em que joga a seleção, o nome do atacante Romário foi muito ouvido nas arquibancadas no Estádio Castelão. Para o técnico da seleção, os jogadores convocados por ele não devem se intimidar com isso. “Entendo que para eles não é mais nocivo jogar futebol e ouvir um nome ou outro. Eles têm de fazer o que fazem nos seus clubes e jogar futebol. O restante sou eu. Se alguém tiver que levar vaia, sou eu. Os jogadores devem ser elogiados”, disse. O treinador fez questão também de elogiar o atacante Luizão, um dos mais cobrados do grupo. “O Luizão entra, participa e nos ajuda a ter uma vitória contra a Iugoslávia dentro das suas características. Quando ele vem para a  seleção sempre tem um problema  e sempre faz o gol da vitória”, disse,  referindo-se ao fato de o atacante  ter ficado muito tempo sem atuar.

Mais matérias
desta edição