app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Esportes

FAF apresenta o hist�rico dos campeonatos de base de 2003

O Departamento Amador da Federação Alagoana de Futebol (FAF) encerrou a temporada de 2003 com absoluto sucesso ao organizar vários campeonatos e todos eles terminando dentro do ano de disputa, num esforço muito grande do vice-presidente José Serafim da S

Por | Edição do dia 07/01/2004 - Matéria atualizada em 07/01/2004 às 00h00

O Departamento Amador da Federação Alagoana de Futebol (FAF) encerrou a temporada de 2003 com absoluto sucesso ao organizar vários campeonatos e todos eles terminando dentro do ano de disputa, num esforço muito grande do vice-presidente José Serafim da Silva, em vista de problemas que aconteceram desde a falta de campos até outros contratempos que visavam prejudicar o andamento das competições. “Estou muito feliz porque todos os campeonatos terminaram dentro do prazo e, principalmente, sem qualquer problema que pudesse tirar o brilho das conquistas dos clubes. O importante é que trabalhamos dentro do mesmo padrão que nos caracterizou, no caso seriedade e honestidade. Gostaríamos que os desportistas alagoanos tivessem mais um pouco de carinho com o futebol amador, que é o futuro do nosso Alagoas. Não esperamos, com certeza, que não haja obstrução ao nosso trabalho e sim maior colaboração para as divisões de base”, avaliou Serafim. Cinco campeonatos Ao longo da última temporada foram cinco campeonatos promovidos pelo Departamento de Futebol Amador da FAF. Nos juniores, o campeão foi o Corinthians Alagoano na decisão por pênaltis contra o CRB. Nos jogos finais, o Tricolor perdeu o primeiro jogo por 3x2 e ganhou o segundo pelo mesmo placar. No juvenil, brilhou também o Corinthians (tetracampeão) decidindo com o CSA (3x1 e 1x1). No Infantil, o Arapiraca surpreendeu, deixando para trás os favoritos CRB e Corinthians. O time interiorano decidiu com a Oficina de Craques, ganhando as duas partidas: 3x2 e 5x2. Os outros dois torneios foram com as equipes juniores que não têm representação profissional e a Segunda Divisão. No primeiro, a Oficina de Craques conquistou o título e o Penedense foi o campeão da Segundona. Todos os troféus aos campeões das cinco competições foram entregues logo após a última partida decisiva.

Mais matérias
desta edição