app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Esportes

Palmeiras x Corinthians: vale a lideran�a do Rio-S�o Paulo

São Paulo – Palmeiras e Corinthians, tradicionais adversários que voltam a se enfrentar  neste domingo, às 16h, no Morumbi, pelo Torneio Rio-São  Paulo, levarão a campo muito  mais do que a velha e tumultuada rivalidade, iniciada no longínquo ano de 191

Por | Edição do dia 07/04/2002 - Matéria atualizada em 07/04/2002 às 00h00

São Paulo – Palmeiras e Corinthians, tradicionais adversários que voltam a se enfrentar  neste domingo, às 16h, no Morumbi, pelo Torneio Rio-São  Paulo, levarão a campo muito  mais do que a velha e tumultuada rivalidade, iniciada no longínquo ano de 1917. Estará em  jogo, para empolgar e motivar ainda mais os torcedores, a liderança do interestadual, que garante vantagens nas finais da competição. O Verdão, do técnico Wanderley Luxemburgo, ocupa atualmente a primeira colocação, com 30 pontos, em 13 jogos. O Timão aparece logo a seguir, com 27. Caso vença o jogo, o time de Carlos Alberto Parreira, em razão do melhor saldo de gols (15 x 12), assumirá a ponta da tabela. Na última rodada, marcada para o dia 14 de abril, o Corinthians receberá o Vasco e o Palmeiras sairá para enfrentar a Ponte Preta, em Campinas. “Sabemos que uma vitória nos garante a liderança. Este será o pensamento e a nossa principal missão”, discursou Christian, artilheiro da equipe com sete gols. “Iremos buscar o resultado do primeiro ao último minuto. Terminar como líder será muito importante”, disse Gil que, nas duas vezes em que enfrentou o Palmeiras, deixou o campo vitorioso e marcou gols. Vencer o clássico significa também, além de jogar por empates nas semifinais e finais, arruinar a autoconfiança do rival. “Apesar das duas equipes estarem classificadas, ninguém quer perder o jogo. Isso poderia abater muito o time derrotado na próxima fase”, argumentou o goleiro Marcos. “Não tenho dúvidas que a equipe vencedora disputará a seqüência do torneio com a moral elevada”, disse Parreira. “Não é à toa que a adrenalina de todos os envolvidos está lá em cima. Tem muita coisa em jogo”, completou. Os treinadores adotaram estratégias diferentes para o clássico. Enquanto Luxemburgo escondeu o quanto pôde a escalação do Palmeiras, Parreira foi taxativo. “A única alteração será a entrada do Anderson no lugar do Scheidt (que fraturou o tornozelo direito contra o Cruzeiro)”, avisou o corintiano. O segredo do palmeirense, em princípio, estava na defesa. Thiago Matias e Leonardo disputavam a vaga de César, que se recupera de uma hérnia de disco cervical. O primeiro foi o escolhido. Outro atrativo do clássico é a possibilidade de uma das equipes poder perder a longa seqüência sem derrotas. O Palmeiras está invicto há nove jogos, contra sete do Corinthians. “Tudo isso mostra a força e a qualidade dos times. Com certeza, será um grande espetáculo”, projetou Ricardinho. Palmeiras: Marcos; Arce, Alexandre, Thiago Matias e Daniel; Paulo Assunção, Magrão,  Claudecir e Alex; Itamar e Christian. Corinthians: Dida; Rogério, Fábio Luciano, Anderson e Kleber; Fabrício, Vampeta e Ricardinho; Deivid, Leandro e Gil.

Mais matérias
desta edição