app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Esportes

Paulo Roberto faz segredo na escala��o do Coruripe

Repetir o time que jogou bem e ganhou por 3x1 ou fazer uma modificação tática para reforçar a marcação. O técnico Paulo Roberto Ghilardi mantém segredo sobre seus planos e não deu nenhuma pista como deve lanar sua equipe para buscar um resultado positivo

Por | Edição do dia 10/03/2004 - Matéria atualizada em 10/03/2004 às 00h00

Repetir o time que jogou bem e ganhou por 3x1 ou fazer uma modificação tática para reforçar a marcação. O técnico Paulo Roberto Ghilardi mantém segredo sobre seus planos e não deu nenhuma pista como deve lanar sua equipe para buscar um resultado positivo e conquistar a segunda fase do primeiro turno. O Coruripe tem grande vantagem, pois pode até ser derrotado por um gol de diferença. Independente da formação da equipe, há a certeza de que o treinador vai armar uma tática capaz de administrar a vantagem. Isto quer dizer que o primeiro objetivo é não tomar gol, principalmente no início da partida, e depois tentar marcar. A teoria de Ghilardi é fechar bem a entrada da área do Coruripe e com a posse da bola organizar contra-ataques em velocidade. Duas opções A primeira opção do técnico alviverde é manter a formação inicial da vitória do último domingo, em Coruripe. O time foi muito bem defensivamente e com mais força ofensiva. Talvez por esse motivo, Paulo Roberto mantenha a mesma equipe, apenas modificando a maneira de jogar, como por exemplo, a fixação dos dois volantes - Jaelson e Jânio - e ainda com Edílson na meia sendo outro elemento para ajudar na marcação, ao contrário do jogo passado quando atuou mais à frente. No caso de preferir um esquema mais cauteloso, reforçando a marcação no meio-campo, o técnico pode escalar o volante Wellington Barros e tirar Edílson da meia, com este voltando para a lateral-esquerda, sobrando Eudes. A exemplo de Wellington, Marcelinho também cumpriu suspensão automática e é outra opção para o meio-campo. O Coruripe deve jogar com Lula; Araújo, Elvis, Ronald e Eudes (Edílson); Jaelson, Jânio, Edílson (Wellington Barros) e Lino; Fuscão e Da Silva. A premiação em caso da conquista da segunda fase vai ser confirmada momentos antes da partida, pelo presidente Maycon Beltrão, mas não deve ser inferior a R$ 10 mil para rateio entre jogadores e comissão técnica. A diretoria do Coruripe está colaborando para aumentar o número de torcedores no Estádio Rei Pelé. Cerca de 15 ônibus estão fretados para conduzir a torcida alviverde a Maceió. (JJ)

Mais matérias
desta edição