app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Esportes Após a conquista do Alagoano, Bruno Pivetti terá o desafio de levar o time azulino ao acesso

CSA: ‘Temos um elenco totalmente qualificado', diz Pivetti

Às vésperas da estreia na Série B, comandante azulino apontou que está muito bem servido de jogadores em todas as posições

Por Raphael Silva e Daniel de Oliveira | Edição do dia 27/05/2021 - Matéria atualizada em 27/05/2021 às 04h00

O técnico Bruno Pivetti está satisfeito com o elenco do CSA. Ao menos foi o que disse, ao conversar com a imprensa na tarde desta quarta-feira (26). O treinador demonstrou satisfação em relação à qualidade e à polivalência do time azulino, especialmente, a base deixada pelo ex-técnico Mozart Santos, que conduziu a equipe em alguns jogos do Campeonato Alagoano.


“Nós temos um elenco qualificado. Não à toa acabamos de nos consagrar campeões alagoanos. Mérito dos jogadores, que têm treinado de uma maneira muito dedicada. Eles estão extremamente comprometidos com os objetivos do clube para a temporada, então, na minha opinião, o elenco foi muito bem montado e também o trabalho que vinha sendo feito eu observo como de muita qualidade, por parte do Mozart, do próprio Adriano, que conduziu a equipe em alguns jogos do Campeonato Alagoano”, disse o treinador.


Na visão de Pivetti, os atletas do CSA possuem qualidade para implementar o seu estilo de jogo, seja ele dentro ou fora de casa.


“Nós temos um padrão de jogo que não pode ser rotulado entre reativo ou propositivo. Nós procuramos ser bem equilibrados, em acordo com o momento do jogo em si, propriamente dito. Então, se temos a bola, nós temos que ter boa capacidade ofensiva, de circulação, de também ataque às linhas, de jogadas em profundidade. Se não temos a bola, nós temos que defender com muito afinco nossa baliza, com zona pressionante”, destacou Pivetti.


“Nas transições, no momento da recuperação da bola, precisamos saber o que fazer, se nós vamos retirar a bola da zona de pressão, ou se vamos realizar o ataque direto. No momento da posse de bola, temos que continuar com a nossa pressão agressiva, e isso tudo forma o nosso modelo que não pode ser rotulado e nós não escolhemos como vamos atuar se a partida é partida em casa, ou fora de casa”, emendou.


Do fim ao início

O começo da Série B desta vai ser em circunstâncias familiares para o Azulão. A equipe maruja irá enfrentar o Náutico no pontapé inicial da competição, time contra qual realizou a sua partida de despedida na última temporada. Naquela ocasião, os azulinos estavam na luta pelo acesso, e precisavam da vitória, mas só conseguiu um empate e viram o Juventude ficar com a vaga.


As coincidências não param por aí. O embate entre alvirrubros e marujos na primeira rodada da Segundona será no Estádio dos Aflitos, em Recife, e a partida está prevista para iniciar às 21h30, nesta sexta (28). Este cenário foi exatamente o mesmo no qual as equipes fizeram sua última partida pela competição, em janeiro.


Desta vez, o Azulão busca superar o resultado negativo que teve na capital pernambucana – para as circunstâncias daquele momento – e conquistar seus três primeiros pontos para iniciar a busca pelo acesso com o pé direito.


* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição