app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Esportes Zagueiro Lucão ressaltou o sistema defensivo do CSA: “Uma defesa sólida faz um time vencedor”

CSA tem boas lembranças de jogos contra o Vila Nova-GO

Delegação azulina embarcou para Goiânia-GO nessa quinta (10), onde vai enfrentar o time goiano, neste sábado (12), pela Série B

Por Guilherme Magalhães e Raphael Silva | Edição do dia 11/06/2021 - Matéria atualizada em 10/06/2021 às 19h59

A delegação do CSA embarcou para Goiânia-GO nessa quinta-feira (10), onde vai enfrentar o Vila Nova, neste sábado (12), pela Série B do Brasileiro. O voo fez uma escala em Brasília e só depois seguiu para Goiânia e, nesta sexta-feira (11) à tarde, o grupo irá treinar no CT do Atlético-GO.

O Azulão tem boas recordações de jogos contra o time goiano. Na histórica Copa Conmebol de 1999, o CSA encarou o Vila Nova na 1ª fase. Depois de vencer, por 2 a 0, no Rei Pelé, o time azulino perdeu em Goiânia, mas conseguiu se classificar nas penalidades. Ambos se enfrentaram na Série B de 2018, e o CSA conseguiu vencer quando jogou fora de casa, por 1 a 0. No total, são cinco jogos, com três vitórias do Azulão, contra duas do Vila.

O time goiano chega para a partida contra o CSA com mais de 30 dias sem nenhuma vitória em um duelo oficial. A última aconteceu no dia 9 de maio, pelo Campeonato Goiano. O Tigre venceu a Aparecidense, por 1 a 0, fora de casa. Como mandante, a última vitória se deu no dia 30 de abril: 3 a 1 sobre o Anápolis, também pelo Estadual.

FALA, LUCÃO!

Finalizando a preparação do para este jogo de sábado (12), o zagueiro Lucão ressaltou a importância de conquistar os três pontos, para resgatar a confiança do time. Concorrente direto na tabela, o Vila tem dois pontos, enquanto o CSA tem apenas um e ocupa a primeira colocação fora da zona do rebaixamento.

“Eu acho que o próximo jogo sempre é o mais importante. Até porque, aquilo que a gente fez, aquilo que tá no passado não tem como a gente mudar. Então, a gente lamenta muito, né... Ter tido uma derrota aí na estreia, contra o Náutico, a gente tem a consciência de que não foi uma boa partida que nós fizemos, mas, contra o Sampaio Corrêa, já revertemos essa situação. Acredito que só faltou a bola entrar mesmo para que a gente pudesse ter conquistado os três pontos”, disse.

Durante a coletiva, o atleta também pontuou o bom momento da defesa azulina: “Eu acredito que uma defesa sólida faz um time vencedor. Nós que estamos ali atrás, esse é sempre o nosso objetivo. A linha de quatro se entende bastante, então, eu creio que esse entrosamento também facilita para que isso aconteça, e o intuito é a gente continuar dessa forma”.

Contratado em fevereiro para substituir Luciano Castán, Lucão destacou o sentimento de gratidão vivido pelo clube alagoano. “O CSA representa muito. Eu acredito que saber reconhecer o que as pessoas fazem por nós é fundamental na vida, não só no trabalho, mas também na vida pessoal. E eu posso dizer que reconheço e entendo isso, independente do que aconteça à partir de agora. É claro que a gente sempre quer o melhor, mas vou ser sempre grato pelo CSA ter aberto as portas pra mim, ter acreditado no meu trabalho, no meu potencial. Então, nada mais justo do que eu retribuir esse carinho com trabalho e dedicação à entidade”, encerrou.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição