app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Esportes Maceió, 20 de junho de 2021
Lance do jogo entre CSA e Londrina, partida válida pela 5ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, realizada no Estádio Rei Pelé em Maceió, Alagoas - Brasil.
Foto: Ailton Cruz

Com ataque em baixa, outras posições se destacam no CSA

Um dos destaques, meia Gabriel voltou a marcar para o Azulão, na vitória por 1 a 0 sobre o Londrina, nesse domingo (20)

Por Guilherme Magalhães e Daniel de Oliveira | Edição do dia 22/06/2021 - Matéria atualizada em 22/06/2021 às 04h00

O CSA finalmente desencantou e colocou um fim na sequência sem vitórias na Série B. Após vencer o Londrina por 1 a 0, nesse domingo (20), o Azulão saiu da zona do rebaixamento, porém, um fato interessante é que novamente os centroavantes do time alagoano não funcionaram e a vitória veio na bola parada com o meia Gabriel.

E o fato não é exclusivo da partida contra o Londrina, já que o CSA soma sete jogos sem seus centroavantes balançarem as redes adversárias. A última vez que isso aconteceu foi quando Dellatorre marcou na vitória por 3 a 0 do Azulão sobre o CSE, ainda nas semifinais do Alagoano.

Desde essa partida, o CSA fez sete jogos, marcou três gols, todos feitos por jogadores de posições diferentes. Bruno Mota (contra o CRB), Silvinho (contra o Guarani) e Gabriel (contra o Londrina) foram os responsáveis por esses gols neste período.

Dellatorre tem sido o nome que mais vem em baixa no ataque azulino após o Alagoano. Depois de ter tido um começo avassalador com 12 gols marcados, o atacante passou a ser bem menos produtivo no ataque azulino. Mesmo após a lesão na final do Estadual, Dellatorre atuou em quatro duelos e não teve participação nos gols.

Seu reserva, Iury Castilho, é outro que não conseguiu ter uma boa produção na parte mais ofensiva do campo. Com a camisa do CSA só fez um gol, mas nenhum na Série B, onde o atleta atuou em todas as partidas, inclusive, ao lado de Dellatorre, contra o Guarani e o Londrina.

ALÍVIO

Apesar da situação ruim de seus centroavantes, outros jogadores vão ganhando um certo destaque ofensivo no CSA. Gabriel, meia, marcou o seu segundo com a camisa azulina no último confronto. O ponta Silvinho desencantou e salvou o time azulino da derrota para o Guarani, além disso, o atleta foi muito elogiado por suas últimas atuações.

Agora, com o ataque bem variado de artilheiros, o CSA segue firme em sua remontada dentro desta Série B. O time terá uma semana inteira de treinamentos para que o técnico Bruno Pivetti consiga ajustar suas peças ofensivas.

E já que o jogo entre Botafogo e CSA, que seria disputado neste meio de semana, foi adiado, a pedido do time carioca, o Azulão irá para a sua terceira partida seguida em Maceió. No domingo (27), a equipe azulina recebe o Cruzeiro, no Trapichão, uma das piores defesas da Segundona.

PANORAMA

Somando cinco pontos na Série B, o esquadrão marujo finalizou a quinta rodada na 13ª colocação. Até o momento, foram uma vitória (1 a 0 sobre o Londrina-PR), dois empates (0 a 0 com o Sampaio Corrêa e 1 a 1 com o Guarani) e duas derrotas (1 a 0 para o Náutico e 1 a 0 para o Vila Nova-GO).

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição