app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Esportes

Presidente do Fla sofre novo processo de impeachment

Rio - Com base na nego-ciação mal explicada do zagueiro Valnei, o presidente do Conselho Fiscal do Flamengo, Delair Dumbrosck, entregou ao presidente do Conselho Deliberativo, Gilberto Cardoso Filho, novo pedido de abertura de processo de im-peachment do

Por | Edição do dia 12/04/2002 - Matéria atualizada em 12/04/2002 às 00h00

Rio - Com base na nego-ciação mal explicada do zagueiro Valnei, o presidente do Conselho Fiscal do Flamengo, Delair Dumbrosck, entregou ao presidente do Conselho Deliberativo, Gilberto Cardoso Filho, novo pedido de abertura de processo de im-peachment do presidente rubro-negro, Edmundo dos Santos Silva. Delair Dumbrosck acredita que há improbidade administrativa (de acordo com artigo 37 do estatuto, pede a saída do presidente) na contratação de Valnei por R$ 1,25 milhão ao Grapiúna Atlético Clube, sendo que o Rubro-Negro adiantou R$ 400 mil. E, como se não bastasse, ainda há a presença de intermediários questionada, como o empresário Álvaro de Almeida Castro, suposto representante do clube baiano. Num CD-Rom que o conselheiro rubro-negro Paulo Queiroz, residente em Itabuna, trouxe à Comissão de Inquérito, que apura as irregularidades em negociações de jogadores, Álvaro Castro admite ter levado R$ 35 mil na negociação. Enquanto tem cinco dias  para nomear uma Comissão de Inquérito, outro pedido de impeachment, feito pelo advogado da oposição, Clóvis Sahione, pode sofrer restrição. Isso porque, depois de passar pela análise da Comissão Permanente do Flamengo, Gilberto Cardoso Filho vai pedir, baseado no artigo 88, a assinatura de um quinto dos conselheiros – 336 – para seguir com o processo. Gilberto Cardoso Filho, no entanto, negou que tenha recebido o parecer final da Comissão. “Não recebi nem o parecer. A Comissão Permanente deve me entregar só na sexta-feira. Vou aguardar ainda”, argumentou Gilberto.

Mais matérias
desta edição