app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes Em casa, Azulão joga a vida contra o Tubarão para tentar escapar da zona do rebaixamento

EM DUELO DECISIVO, CSA TENTA SE MANTER VIVO CONTRA O LONDRINA

Sem vencer há três jogos, Azulão precisa desesperadamente de um resultado positivo, nesta sexta, no Rei Pelé, para seguir vivo na Série B

Por Guilherme Magalhães | Edição do dia 14/10/2022 - Matéria atualizada em 14/10/2022 às 04h00

Nesta sexta (14) é praticamente tudo ou nada para o CSA. Às 19h, no Rei Pelé, em Maceió, o Azulão entra em campo pela 35ª rodada da Série B, ainda tentando escapar do Z4. O adversário da vez é o Londrina, que possui chances remotas de acesso. Este é o penúltimo jogo azulino em casa, o que aumenta ainda mais a pressão. 

Fora isso, CSA não terá o técnico Roberto Fernandes. Isso porque o STJD indeferiu o pedido de recurso do clube, e o treinador terá que cumprir uma partida de suspensão.

O CSA chega para o confronto já com a Série C no cangote. Com apenas 36 pontos e na 17ª colocação, a equipe não depende apenas de si para deixar o Z4. Primeiro, precisa triunfar e torcer por um tropeço do Novorizontino, que recebe o Náutico também nesta sexta (14), às 21h30. Em casa, qualquer placar diferente da vitória seria um pesadelo para o Azulão. 

Por outro lado, o Londrina vive um clima bem mais tranquilo. Entretanto, para quem sonhava com o acesso há algumas rodadas, o fim de campeonato vem sendo ruim. Já são cinco jogos sem vencer e o Tubarão despencou de quinto para o atual nono lugar. O clube paranaense soma 47 pontos. 

CSA 

Para encarar os paranaenses, quem deve ficar à beira do campo é o assistente Fernando Alves. E ele não não terá força máxima. Seus principais desfalques seguem sendo o zagueiro Werley e o atacante Lucas Barcelos. Ambos devem ser substituídos por Guilherme Paraíba e Osvaldo, respectivamente. Fora isso, o time titular não tem outros desfalques. 

Uma mudança em relação ao time que empatou com o Sampaio deve ser na lateral direita. Jonathan foi titular, contudo, a vaga nos 11 iniciais deve voltar para Lucas Marques. No ataque, é possível que Fernando opte por um trio, por isso, deverá sacrificar um meia. 

Rogério, lesionado, é dúvida. Caso não haja condições físicas dos atleta, o 4-4-2 pode ser mantido. E a provável escalação azulina é: Marcelo Carné; Lucas Marques, Lucão, Guilherme Paraíba e Diego Renan; Geovane, Gabriel, Yann Rolim e Lourenço (Rogério); Osvaldo e Élton. 

LONDRINA 

O técnico Adilson Batista chegou em Maceió com força máxima. O único desfalque é o atacante Leandrinho, que se recuperou de lesão, mas o clube optou por poupá-lo. 

A melhor notícia para os paranaenses é a volta do atacante Caprini, que cumpriu suspensão. Com isso, o trio de ataque ideal com Gabriel Santos, Caprini e Douglas Coutinho deve ser formado. No gol, Matheus Albino segue com atuações seguras e será titular. Matheus Nogueira segue no DM. 

Para a escalação, não há muito mistério e deve ter: Matheus Albino; Jeferson, Saimon, Vilar e Alan Ruschel; João Paulo, Mandaca e Gegê; Gabriel Santos, Caprini e Douglas Coutinho.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição