app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes Endrick está para se tornar a venda mais cara da história do Verdão, mas só deve deixar o clube no meio de 2024

Palmeiras deve receber R$ 330 mi do Real Madrid

Endrick, de 16 anos, é a maior joia do futebol brasileiro nos últimos anos

Por Uol | Edição do dia 09/12/2022 - Matéria atualizada em 09/12/2022 às 04h00

A encaminhada negociação de Endrick para o Real Madrid vai ter um encaixe inicial de 40 milhões de euros (R$ 220 mi) para o Palmeiras. O montante final conta ainda com mais 20 milhões de euros (R$ 110 mi) variáveis (bônus por metas atingidas).

Para vender o jovem atacante de 16 anos, o Verdão, que é dono de 70% dos direitos econômicos (os outros 30% pertencem à família), exigiu o preço da multa rescisória: 60 milhões de euros (R$ 330 mi). O PSG, por exemplo, ofereceu menos, o que travou o negócio.

No total, a transferência para o futebol espanhol vai envolver mais de 70 milhões de euros (R$ 384,5 mi), visto que os merengues aceitaram assumir o pagamento de questões tributárias pelo acordo, além de comissões para intermediários (5% do valor extra).

Falta definir de que forma o pagamento será feito. O Real Madrid (ESP) sinaliza com até três parcelas anuais e amortizações periódicas. O Palmeiras entende a necessidade de parcelamento, como é praxe em negócios deste tamanho, mas quer aumentar o valor e reduzir a quantidade de parcelas.

O Palmeiras tenta ampliar seus ganhos para um pouco além dos 70% que lhe cabem, como fez em transferências anteriores — a mais célebre delas foi a venda de Gabriel Jesus ao Manchester City (ING), em 2016. O atacante é monitorado pelo clube espanhol desde antes de sua chegada ao Palmeiras, em 2017. Para ficar com o jogador, o Real Madrid bateu Barcelona (ESP), PSG (FRA) e Chelsea (ING), entre outros concorrentes.

Mais matérias
desta edição