app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

Koff garante que vai �manter Liga de Futebol

São Paulo - O anúncio dos quatro clubes grandes do Rio, Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo, de que não participarão do Campeonato Brasileiro organizado pela Liga de Futebol Profissional pegou de surpresa o presidente do Clube dos 13 e homem forte da L

Por | Edição do dia 25/04/2002 - Matéria atualizada em 25/04/2002 às 00h00

São Paulo - O anúncio dos quatro clubes grandes do Rio, Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo, de que não participarão do Campeonato Brasileiro organizado pela Liga de Futebol Profissional pegou de surpresa o presidente do Clube dos 13 e homem forte da Liga, Fábio Koff. O dirigente garantiu, no entanto, que a iniciativa dos cariocas não modificará em nada o trabalho da entidade. “Se eles não querem participar, paciência, vamos tocar o barco.” Reunião Na semana que vem, os presidentes dos clubes filiados se reunirão em São Paulo para analisar a saída dos cariocas, marcar data da eleição para a presidência da Liga e de outros cargos diretivos. Já que não contará com a presença dos cariocas, o Brasileiro deverá ter só 22 clubes e poderá ser disputado no sistema de “todos contra todos”, sagrando-se campeã a equipe que conquistar o maior número de pontos, sem fases finais. É o que vai propor Koff aos colegas. Ontem, o advogado Celso Rodrigues foi à sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para notificar a entidade da existência da Liga. Irritado com tanta confusão e indefinição, Mustafá Contursi, presidente do Palmeiras e um dos mais influentes dirigentes do País, está “jogando a toalha”. Declarou a amigos que, por ele, o futebol brasileiro ficaria parado durante um ano até resolver todos os problemas, mesmo sendo favorável à criação da Liga. Koff, porém, continua firme na luta para organizar o Brasileiro de 2002.

Mais matérias
desta edição