app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Esportes

Com ingresso a R$ 1, come�a hoje estadual do Rio

Rio de Janeiro - O Campeonato Estadual do Rio de Janeiro começa hoje com algumas novidades para os torcedores. A principal delas é a inédita campanha, bancada pelo governo estadual, com ingresso a R$ 1,00. Dentro de campo, os destaques são os mesmos dos ú

Por | Edição do dia 22/01/2005 - Matéria atualizada em 22/01/2005 às 00h00

Rio de Janeiro - O Campeonato Estadual do Rio de Janeiro começa hoje com algumas novidades para os torcedores. A principal delas é a inédita campanha, bancada pelo governo estadual, com ingresso a R$ 1,00. Dentro de campo, os destaques são os mesmos dos últimos anos, como Romário, Felipe e Ramon, mas com as camisas trocadas. Na tentativa de amenizar a crise financeira, os clubes cariocas realizaram uma parceria com o governo do Estado, que comprou antecipadamente parte dos ingressos do Estadual. Com isso, os torcedores poderão juntar notas fiscais no valor mínimo de R$ 50,00 e trocá-las, ao comprar uma raspadinha de R$ 1,00, por uma entrada para a partida que quiserem do campeonato. Com o “reforço financeiro”, cerca de R$ 1 milhão para cada uma das quatro grandes equipes do Rio, foi possível investir em contratações. Mas a opção foi buscar reforços dentro do próprio futebol carioca, numa espécie de troca de jogadores. Novidades Dentro de campo, o principal destaque ainda é Romário, que deixou o Fluminense e voltou para o Vasco. E, aos 38 anos, promete encerrar a carreira após o campeonato estadual. “Só vou disputar o Carioca, o Brasileiro não”, avisou. O Vasco ainda contratou o atacante Alex Dias, que foi vice-artilheiro do último Brasileiro, pelo Goiás, e o meia Allann Delon, que veio do Vitória. O Fluminense foi quem mais investiu em contratações. Para começar, acertou com o técnico Abel Braga, que levou o Flamengo ao título do último Campeonato do Rio. Mas seu grande reforço é o meia Felipe, outro que estava no Flamengo no ano passado. Além deles, o Fluminense contratou alguns jogadores de destaque no futebol brasileiro, graças ao dinheiro de seu patrocinador. Vieram nomes como o meia Preto Casagrande, campeão brasileiro pelo Santos, e o atacante Tuta, ex-Coritiba. Afundado em dívidas, o Flamengo foi bem mais modesto, voltando a apostar em suas categorias de base. Depois de perder jogadores importantes como Júlio César, Athirson e Felipe, o clube conseguiu manter dois veteranos no elenco: Júnior Baiano e Zinho. Dimba também ficou. Entre os contratados, destaque para o zagueiro Fabiano, ex-Atlético-PR, o meia Adrianinho, ex-Paysandu, e o atacante Marcos Denner, ex-Criciúma. E, para comandar, chegou o técnico Júlio César Leal. Já o Botafogo, que abre o campeonato hoje, contra o América, a aposta está em dois veteranos: o meia Ramon, que veio do Fluminense, e o atacante Guilherme, ex-Cruzeiro. Mas os dois, ainda sem condicionamento físico, não estréiam na primeira rodada.

Mais matérias
desta edição