app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Esportes

Ronaldo se irrita com Luxa em vit�ria do Real

O jogo de domingo contra o Mallorca era especial para Ronaldo. Afinal, se tratava do reencontro do astro com o técnico argentino Héctor Cúper, a quem considera o maior responsável por ter trocado a Internazionale, após o Mundial de 2002, pelo Real Madrid.

Por | Edição do dia 25/01/2005 - Matéria atualizada em 25/01/2005 às 00h00

O jogo de domingo contra o Mallorca era especial para Ronaldo. Afinal, se tratava do reencontro do astro com o técnico argentino Héctor Cúper, a quem considera o maior responsável por ter trocado a Internazionale, após o Mundial de 2002, pelo Real Madrid. Mas o craque brasileiro não ficou até o fim da partida em que sua equipe venceu por 3 a 1, no Santiago Bernabéu. Ele saiu dez minutos antes, substituído por Solari, irritou-se e atirou o agasalho no corredor que levava ao vestiário. O descontentamento de Ronaldo não foi visto pelo público e, aparentemente, nem pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. Apenas as câmeras da televisão espanhola flagraram o gesto de decepção, porque o seguiram assim que deixou o gramado, depois de apresentação apenas regular. O campeão do mundo não quis nem ficar no banco, até o fim do jogo, ao contrário do dinamarquês Gravensen, que havia cedido lugar para o meia Guti. Quando Ronaldo saiu, a partida ainda estava empatada por 1 a 1 e o Real tinha certa dificuldade para superar a marcação do Mallorca, um dos piores times da Série A da Espanha. Por isso, não viu o gol de Solari, aos 46, que consolidou a quarta vitória seguida da equipe na competição sob o comando de Luxemburgo. No primeiro tempo, o Real havia marcado com Figo, em cobrança de pênalti aos 36 minutos, mas cedeu a igualdade aos 40, em cobrança de falta de Campano que pegou o goleiro Casillas desatento. A 13ª vitória em 20 rodadas na temporada de 2004-05 consolidou o Real como maior perseguido do líder Barcelona. A diferença entre os dois rivais, porém, ainda é razoável. A equipe de Madri tem 41 pontos - sete a menos do que o Barça, que no sábado derrotou o Racing Santander por 3 a 0, gols de Eto’o (artilheiro da competição com 15), Ronaldinho Gaúcho e Deco. Na entrevista coletiva após a partida, Luxemburgo foi direto. “Se Ronaldinho ficou descontente, o problema é dele. Perguntem aos jogadores se estão descontentes ou não. Decidi tirar o Ronaldinho porque, com 2 a 1 no placar e Owen em campo, recompuz minha equipe, que rendeu o mesmo que com o Ronaldinho mais descansado”, explicou o treinador, que trocou o atacante pelo argentino Solari aos 38 minutos do segundo tempo.

Mais matérias
desta edição