app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Esportes

Fla come�a mal e � o �nico grande a n�o vencer

O Flamengo decepcionou sua torcida ao perder para o Olaria, 3 a 0, em pleno Maracanã, na estréia do time no Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, no domingo. A equipe rubro-negra começa 2005 como terminou 2004, com um time deficiente e dando vexame. Enq

Por | Edição do dia 25/01/2005 - Matéria atualizada em 25/01/2005 às 00h00

O Flamengo decepcionou sua torcida ao perder para o Olaria, 3 a 0, em pleno Maracanã, na estréia do time no Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, no domingo. A equipe rubro-negra começa 2005 como terminou 2004, com um time deficiente e dando vexame. Enquanto o Flamengo deu vexame na sua estréia na competição, seus rivais fizeram o dever de casa e venceram seus compromissos. O Botafogo, no sábado, venceu no sufoco o América, 3 a 2. O Vasco sofreu para derrotar a Portuguesa, em São Januário, 2 a 1. A estréia vascaína ficou marcada pela presença de Romário, que recebeu de volta a camisa 11, aposentada pelo clube em homenagem ao jogador. O Baixinho se emocionou com a homenagem mais não marcou nenhum gol. Por coincidência, o primeiro jogo da carreira de Romário pelo Vasco foi justamente contra a Portuguesa. Já o Fluminense começou tomando um susto contra o Madureira, ao levar o primeiro gol. Mas Felipe e companhia viraram a partida e venceram o jogo por 3 a 1. Na próxima rodada do Estadual do Rio, amanhã, o Fla enfrenta o Madureira, o Flu o Americano, o Vasco o América e o Botafogo o Friburguense. Bronca Se os jogadores do Flamengo esperam que o presidente Márcio Braga lhes dê carinho, melhor esquecerem. Ao comentar o desempenho da equipe na goleada por 3 a 0 para o Olaria, o dirigente não poupou críticas nominais aos atletas. O primeiro alvo foi o zagueiro Fabiano, que retornou à Gávea após cinco anos: “O jogo deste domingo foi um grave desastre. O pé esquerdo do Flamengo foi um jogador que repatriamos e que esteve muito mal, falhando em dois gols: o Fabiano”. Depois, sobrou para Ibson, considerado por Márcio a estrela da companhia, e para Dimba. “Outro que falhou contra o Olaria foi a nossa estrela maior. O Ibson fez uma péssima partida. Já o Dimba vem falhando desde o ano passado. O que pagamos por ele foi excesso. Acompanhando as partidas, me parece que ele desaprendeu”, declarou o Márcio Braga, que precisou ser escoltado para deixar o Maracanã após a partida do Flamengo.

Mais matérias
desta edição