app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Esportes

Eduardo Fernandes disputacircuito brasileiro de surfe

Após a terceira colocação, por equipes, no Campeonato Mundial Júnior de Surf do Taiti, em dezembro passado, o surfista Eduardo Fernandes, 16, se prepara para disputar o Circuito Brasileiro. Em 2005, Eduardo Fernandes terá pela frente o desafio de disputa

Por | Edição do dia 06/02/2005 - Matéria atualizada em 06/02/2005 às 00h00

Após a terceira colocação, por equipes, no Campeonato Mundial Júnior de Surf do Taiti, em dezembro passado, o surfista Eduardo Fernandes, 16, se prepara para disputar o Circuito Brasileiro. Em 2005, Eduardo Fernandes terá pela frente o desafio de disputar a categoria Open, mais forte e onde o nível dos competidores é maior. Além da Open, o surfista continuará participando da categoria Júnior, na qual terminou em quinto lugar no ano passado. No ano de 2004, Eduardo ainda disputou o circuito amador brasileiro na categoria Mirim, terminando na 11ª colocação. Apesar de ter se dedicado mais a Júnior, a categoria original do surfista, de acordo com sua idade, era a Mirim. A primeira etapa do Campeonato Brasileiro acontece em março, na Praia de Icaraí, em Caucaia, no Ceará. No mês de abril, a cidade de Guarujá, em São Paulo, recebe a segunda etapa do circuito. As terceiras e quartas etapas vão ocorrer, respectivamente, na Costa do Sauípe-BA, em junho, e Ilha do Mel-PE, no mês de julho. Além do Brasileiro, Eduardo Fernandes vai disputar o Campeonato Alagoano de Surfe e o circuito nordestino. Promessa O atleta, que faz 17 anos em agosto, é apontado como uma das grandes promessas do surfe brasileiro na atualidade. Prova de seu talento, aconteceu no Mundial Júnior, quando o surfista obteve a terceira melhor nota na classificação geral e foi o melhor brasileiro na primeira etapa do campeonato. Francês Eduardo Fernandes é natural da cidade de Niterói, Rio de Janeiro, mas aprendeu a surfar na Praia do Francês, onde vive com seus pais. Federado por Alagoas, lugar que considera como sua terra natal, Eduardo começou no bodyboard. O surfe entrou na sua vida no Natal de 1998, quando ganhou de seus pais uma prancha. Depois disso, o surfista não parou mais e a cada ano vem crescendo no esporte. São sete anos dedicados ao esporte. Segundo Fernandes, o surfe é tudo na sua vida. “É meu trabalho e minha diversão. Espero viver dele para o resto de minha vida”, comentou o surfis-ta.

Mais matérias
desta edição