app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Esportes

Brasiliense � pouco conhecido no DF

Brasília - Taguatinga estava desprevenida para a vitória  do Brasiliense. Com menos de dois anos de vida, desconhecido até de muitos habitantes da cidade, o time parece ainda não ter criado uma grande torcida. Nem mesmo uma faixa de saudação pelo feito

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

Brasília - Taguatinga estava desprevenida para a vitória  do Brasiliense. Com menos de dois anos de vida, desconhecido até de muitos habitantes da cidade, o time parece ainda não ter criado uma grande torcida. Nem mesmo uma faixa de saudação pelo feito obtido em Belo Horizonte – 3x0 no Atlético pela Copa do Brasil – não foi confeccionada. A cidade segue o seu ritmo normal e os moradores só falam da vitória sobre o Atlético quando provocados. “Gostei muito do jogo e da vitória. Foi interessante”, opinou o estudante de Direito Marcos Henrique Ramos da Silva. “Foi maravilhoso”, acrescentou José Barbosa Dias, operador de caixas eletrônicos. Mas os dois admitem, com um sorriso amarelo, que não são torcedores do Jacaré do Cerrado - como o Brasiliense também é conhecido por causa de seu mascote, um jacaré. Marcos é palmeirense e José, flamenguista. Apesar disso, o desempenho do time é encarado como algo positivo, pois traz um ânimo novo à cidade. “É uma motivação, uma alegria, ter na cidade um time vencedor”, avalia a técnica em radiologia Lúcia Maria da Silva. “O time é muito novo, ninguém conhece os jogadores ainda”, explicou a promotora de vendas Márcia Macedo. A imprensa local tratou a vitória com euforia, como um grande feito. A notícia da vitória sobre o Atlético foi manchete do Correio Braziliense, o principal jornal local. O título “Brasiliense humilha o Atlético”, com a foto de Gil Baiano comemorando o primeiro gol contra a equipe de Minas, ocupou o alto da primeira página, acima da outra manchete sobre a crise na Argentina.

Mais matérias
desta edição