app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

Rivaldo deixa Sele��o em sinal de alerta

São Paulo – O meia brasileiro Rivaldo vai mesmo ficar de fora do clássico espanhol entre Barcelona e Real Madrid, amanhã, às 15h45, pela semifinal da Copa dos Campeões. O desfalque ligou o sinal de alerta na Seleção Brasileira. Falta uma semana para a

Por | Edição do dia 30/04/2002 - Matéria atualizada em 30/04/2002 às 00h00

São Paulo – O meia brasileiro Rivaldo vai mesmo ficar de fora do clássico espanhol entre Barcelona e Real Madrid, amanhã, às 15h45, pela semifinal da Copa dos Campeões. O desfalque ligou o sinal de alerta na Seleção Brasileira. Falta uma semana para a convocação final para o Mundial, que acontece na próxima segunda-feira, dia 6. O jogador ainda não se recuperou de uma lesão no ligamento colateral interno do joelho direito, sofrido na partida contra o Celta, pelo Campeonato Espanhol. Rivaldo vem fazendo tratamento com o fisioterapeuta brasileiro Renato Fernandez, que foi indicado pelo médico do Corin-thians, Joaquim Grava. A decisão de usar um fisioterapeuta particular irritou o técnico da Seleção, Felipão. Ronaldo Ronaldo voltou a dar mostras no domingo de que está recuperando a melhor forma. Ele jogou 85 minutos na partida em que a Internazionale, em Milão, derrotou o Piacenza, por 3 a 1, e retomou a liderança do Campeonato Italiano. Faltando uma rodada para o fim do torneio, o time do brasileiro está prestes a ficar com a taça. O “Fenômeno” deixou sua marca. A Inter saiu na frente na partida com um gol do colombiano Ivan Córdoba, aos 7 min do primeiro tempo. Aos 35 min, o brasileiro Matuzalém, ex-Napoli, igualou o jogo para os visitantes. Na etapa final, o uruguaio Recoba, aos 25 min, colocou novamente o time milanês na frente e, aos 35 min, Ronaldo garantiu a vitória. Deixou o campo cinco minutos depois para dar lugar a Kallon. Paciência O brasileiro Roberto Carlos, titular da Seleção de Luiz Felipe Scolari, pediu paciência aos torcedores e garantiu que a equipe é favorita ao título Mundial na Copa de Japão e Coréia do Sul. “O time está melhorando. Só precisamos de um pouco de paciência e vamos chegar como favoritos ao Mundial”, declarou domingo no autódromo de Barcelona, onde foi assistir ao GP da Espanha, quinta etapa da temporada 2002 de Fórmula 1.

Mais matérias
desta edição