app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Esportes Ednaldo Rodrigues disse que tem orgulho de ser nordestino e o primeiro negro a ocupar a presidência da CBF

CBF É VÍTIMA DE ATAQUES RACISTAS EM REDE SOCIAL

Ataques comparavam os jogadores brasileiros e os torcedores a macacos; presidente Ednaldo Rodrigues também foi alvo

Por Fernanda Medeiros/Com Assessoria CBF | Edição do dia 25/11/2023 - Matéria atualizada em 25/11/2023 às 04h00

O perfil da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Instagram, com 17,2 milhões de seguidores, sofreu violentos ataques racistas ao longo desta semana. Tais ataques comparavam os jogadores brasileiros e os torcedores a macacos. Além disso, as ofensas chegaram ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, que de forma pejorativa e desrespeitando não só a ele como a toda uma etnia, o classificaram como índio.

A CBF já tomou as medidas cabíveis nesse caso, como comunicar as autoridades policiais, visando à identificação e punição dos autores desses ataques. A entidade lembrou que se tratam de crimes capitulados na legislação brasileira, inclusive, punidos com pena de prisão.

Além disso, tais perfis foram denunciados ao Instagram. Também na esfera desportiva, foram enviados ofícios à FIFA e à Conmebol, dando ciência do fato.

Ednaldo Rodrigues disse que todas as medidas junto às esferas pública e privada serão tomadas cada vez que houver algo semelhante aos ataques sofridos, e que a luta contra o preconceito é uma das bandeiras mais importantes da atual gestão.

“Tenho orgulho de ser o primeiro negro, nordestino, descendente de indígenas a ocupar a presidência da CBF. Sempre soube e sigo consciente da minha luta e dificuldades que terei que passar ao longo da minha vida por não ter origem na elite do Brasil, de ter vindo do interior do Nordeste”.

Mais matérias
desta edição