app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Esportes Auremir viveu altos e baixos na temporada e procura outro clube para atuar no ano que vem

Volante Auremir não deve continuar no CRB em 2024

Jogador não está nos planos do técnico Daniel Paulista e vai para lista de possíveis dispensas regatianas

Por Guilherme Nobre | Edição do dia 14/12/2023 - Matéria atualizada em 14/12/2023 às 04h00

Enquanto o CRB segue o trabalho para fechar contratações para 2024, a lista de dispensas vai aumentando. O próximo que deve ser sua saída confirmada é o volante Auremir, que não está nos planos da comissão técnica para o ano que vem.

O jogador teve um início de ano promissor sob comando de Umberto Louzer, no entanto, devido a lesões e mudanças no comando técnico regatiano, acabou perdendo espaço. Com isso, atuou em poucas oportunidades ao longo da Série B.

O contrato do meio-campista com o Galo é válido até o fim de 2024, dessa forma, a diretoria negocia uma rescisão amigável. De acordo com o repórter do Timaço na Gazeta, Júnior Tenório, outros clubes já estão interessados na contratação.

Com 32 anos, Auremir chegou ao CRB após passagem pelo Goiás. No Campeonato Alagoano, o ele rapidamente assumiu a vaga de titular e a faixa de capitão.

Entretanto, após o título, participou apenas de 18 partidas, todas pela Segundona e apenas quatro como titular. Além de ter sentido uma lesão, pesou contra Auremir a ascensão do jovem Lucas Falcão.

Até o momento, já deixaram o elenco regatiano: o zagueiro Gum, o lateral-esquerdo Luiz Henrique e o goleiro Diogo Silva. O também zagueiro Anderson Conceição tem a saída encaminhada.

SEM MUGNI

Após os fortes rumores de que o meio-campista Lucas Mugni, do Bahia, estaria negociando com o CRB, as tratativas melaram oficialmente.

Apesar do interesse regatiano, o volante acabou fechando com o Ceará, que será adversário do Galo na Série B da próxima temporada.

Mugni foi anunciado pelo Vozão nessa quarta-feira (13), com isso, a cúpula do CRB segue em busca de um meia para suprir a saída de João Paulo.

Em entrevista ao ge/AL, o presidente Mário Marroquim lamentou que a negociação tenha tido um desfecho negativo para os alagoanos: “Não deu pra gente”, resumiu.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição