app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes

CBF nega registro do meia Ramon pelo Vasco

Rio de Janeiro - Ainda não foi possível o Vasco conseguir registrar o meia Ramon na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A entidade acatou liminar obtida pelo advogado Luís Flávio Bastos, do Atlético-MG, suspendendo o veredicto do Tribunal Regional d

Por | Edição do dia 02/05/2002 - Matéria atualizada em 02/05/2002 às 00h00

Rio de Janeiro - Ainda não foi possível o Vasco conseguir registrar o meia Ramon na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A entidade acatou liminar obtida pelo advogado Luís Flávio Bastos, do Atlético-MG, suspendendo o veredicto do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, que concedia passe livre ao jogador. O vice-presidente jurídico do Vasco, Paulo Reys, revelou que o advogado de Ramon tentará a cassação da liminar nesta quinta-feira. Reys está seguro de que o meia poderá defender o clube de São Januário. A segurança do dirigente faz sentido: o Vasco passou por situação semelhante à do Atlético-MG quando perdeu na Justiça os passes de Juninho Pernambucano, Júnior Baiano e outros jogadores. Agora, espera se beneficiar da situação em relação a Ramon. O meia teve uma passagem vitoriosa por São Januário, de 1996 a 2000, quando conquistou vários títulos importantes, como o Campeonato Brasileiro de 1997 e a Copa Libertadores de 1998. Depois, passou por Fluminense e Atlético-MG, sem o mesmo brilho. Botafogo Ao falar sobre Roni, do Fluminense, Abel afirmou que ele se encaixaria bem no ataque ao lado de Dodô, por ter raciocínio rápido e saber ocupar bem os espaços em campo. E o atual camisa 10 alvinegro já teve a oportunidade de trabalhar com o atacante tricolor. “Em 96, no São Paulo, treinamos algumas vezes juntos. Seria um bom reforço para o Botafogo. É um jogador que se movimenta bastante e cai pelas pontas. Tem muita qualidade técnica e também é artilheiro. Poderia ser um bom parceiro”, elogiou o craque Dodô. Como Roni e Dodô estão mais ou menos na mesma faixa salarial, pode ser até que um venha a substituir o outro, já que Dodô pode dar adeus ao Botafogo no meio do ano. Juan e Marcel Figer, seus procuradores, continuam na Europa tentando acertar sua transferência.

Mais matérias
desta edição