app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

Palmeiras n�o investir� em grandes contrata��es

São Paulo - A torcida do Palmeiras não deve esperar grandes contratações para o segundo semestre. Uma reunião entre o técnico Vanderlei Luxemburgo e o diretor de futebol Sebastião Lapola definiu que a equipe será reforçada basicamente por jogadores que es

Por | Edição do dia 04/05/2002 - Matéria atualizada em 04/05/2002 às 00h00

São Paulo - A torcida do Palmeiras não deve esperar grandes contratações para o segundo semestre. Uma reunião entre o técnico Vanderlei Luxemburgo e o diretor de futebol Sebastião Lapola definiu que a equipe será reforçada basicamente por jogadores que estão disputando a Série A-3 do Campeonato Paulista pelo Palmeiras-B. O lateral-direito Pedro, o lateral-esquerdo Jorginho e o atacante Anselmo, artilheiro da equipe com oito gols, devem ser os primeiros a ser incorporados ao time principal. O presidente Mustafá Contursi confidenciou a amigos que espera propostas para negociar jogadores e reforçar o caixa. A política inclui limitações salariais ao elenco. O meia Alex, com atuações irregulares no semestre, deve ser o primeiro a ir embora. A situação do lateral Arce deverá ser resolvida após a Copa do Mundo, já que na segunda-feira o jogador vai se incorporar definitivamente à seleção paraguaia. Seu contrato com o Palmeiras terminará em 30 de junho, e a partir do dia seguinte será dono dos direitos sobre seu passe. A Parmalat ainda paga 22% do salário do jogador, estimado em US$ 60 mil mensais. “É uma diferença pequena, que será conversada com a diretoria. Posso garantir que meu desejo é permanecer no clube, apesar de levar em conta a opinião dos meus familiares”, disse o jogador. Arce acredita que ainda há tempo para as duas partes conversarem. “No Palmeiras os dirigentes normalmente deixam para renovar o contrato perto do encerramento. Acho que desta vez não será diferente. Ainda não houve nenhuma conversa neste sentido”. O paraguaio descarta o interesse de clubes europeus. “Falou-se sobre uma transferência para o La Coruña, mas posso garantir que não houve nenhum contato. A única equipe que me procurou foi o Cerro Porteño, de Assunção, mas só pretendo voltar ao meu país para encerrar a carreira”.

Mais matérias
desta edição