app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Esportes

Luiz Felipe Scolari libera sexo na Sele��o

São Paulo – O treinador Luiz Felipe Scolari afirmou ontem que foi mal interpretado sobre as declarações de que o sexo estaria proibido na Seleção Brasileira  durante o Mundial 2002. “Cada um sabe o que tem de fazer. Só mostramos o que é correto. Quando

Por | Edição do dia 09/05/2002 - Matéria atualizada em 09/05/2002 às 00h00

São Paulo – O treinador Luiz Felipe Scolari afirmou ontem que foi mal interpretado sobre as declarações de que o sexo estaria proibido na Seleção Brasileira  durante o Mundial 2002. “Cada um sabe o que tem de fazer. Só mostramos o que é correto. Quando é folga, não quero saber o que os jogadores fazem. Quando estiverem em concentração, aí sim têm de cuidar do corpo”, disse em entrevista à Rede Globo, direto de Porto Alegre. Durante a convocação, o treinador afirmou que os atletas não se interessariam por sexo nos cerca de 50 dias entre a preparação e o período da disputa Mundial porque estariam apenas homens juntos. Felipão disse também que sentiu uma boa reação por parte da torcida sobre a lista de jogadores que vão à Copa. “A aceitação, principalmente aqui no Sul, foi muito boa. Claro que um ou outro nome, mesmo aqui no Sul, também é cobrado”, contou o técnico, sem citar em nenhum momento o atacante Romário. “Todo mundo tem um atleta de sua equipe ou do seu Estado que já tenha participado da Seleção e que tenha mais aceitação do que os convocados. Mas é um opção do técnico da Seleção, dentro de sua filosofia. Isso é sinal que temos uma quantidade de jogadores para fazer uma equipe tão boa quanto essa”. O treinador passou uma mensagem positiva no fim da entrevista. “Podemos deixar aos torcedores aquele otimismo. Mesmo que os horários dos jogos sejam um pouquinho diferente, podemos ter aquele sentimento patriótico. Vamos mostrar um futebol bonito e teremos vitórias”. Edílson O atacante Edílson, do Cruzeiro, recebeu com bom humor a proibição de sexo, pelo técnico Luiz Felipe Scolari, para os jogadores da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo. “Tenho minhas alternativas. Só não vou revelá-las porque pegaria mal perante o público. Sei apenas que, de um jeito ou de outro, não vou ficar na mão”, brincou o jogador. Sobre a brincadeira de que o zagueiro Roque Júnior será o seu companheiro de quarto durante a Copa, Edílson deu risada e se esquivou. “Vamos ficar em quartos individuais. Isso será bom, porque assim poderei satisfazer minhas necessidades tranqüilamente, com privacidade”, finalizou o Capetinha.

Mais matérias
desta edição