app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Esportes

Rivaldo descarta cirurgia e pensa s� na Copa

São Paulo - Rivaldo ainda sofre para recuperar-se de contusão no joelho, mas nem se imagina fora do Mundial. O astro do Barcelona garantiu que não lhe passa pela cabeça a possibilidade de se submeter à cirurgia neste momento e perder a vaga no grupo que

Por | Edição do dia 10/05/2002 - Matéria atualizada em 10/05/2002 às 00h00

São Paulo - Rivaldo ainda sofre para recuperar-se de contusão no joelho, mas nem se imagina fora do Mundial. O astro do Barcelona garantiu que não lhe passa pela cabeça a possibilidade de se submeter à cirurgia neste momento e perder a vaga no grupo que defenderá o Brasil na Ásia. Para brigar pela revanche de 98, continua disposto a fazer qualquer sacrifício. “Se precisar, treino de manhã, à tarde e à noite”, deixou claro. Dessa forma, procurou afastar sombras a respeito de seu aproveitamento na “família Scolari”. A intenção é poupar-se agora, para enfrentar a maratona a partir de segunda-feira, quando se apresenta à comissão técnica da Seleção, já em Barcelona. Recuperação Essa parte da estratégia de recuperação está em prática há mais de duas semanas. Desde que se contundiu no jogo para o Celta - em que o Barça praticamente saiu da luta pelo título -, ele fechou o foco em rígido tratamento. A primeira fase contou até com a ajuda do fisioterapeuta brasileiro Renato Fernandes, convocado de emergência para ajudá-lo. Ambos ficaram juntos vários dias em exaustivas sessões de exercícios físicos, que deram resultado. “Ouvi comentários de que o Felipão e o doutor Runco não gostaram”, explicou Rivaldo, em tentativa de acabar com polêmica em torno daquela decisão. “Era assunto particular e achei que não precisava comunicar nada na época, porque sou jogador do Barcelona”. O titular da Seleção afirmou que o joelho direito no momento “está bom” e que não discutiu com os médicos do clube nem com Fernandes a necessidade de cirurgia. “Claro que a gente sempre tem medo de operar”, reconheceu, sem pessimismo. Para reafirmar a disposição de jogar, disse que pretendia entrar em campo contra o Zaragoza, sábado à noite, na última rodada do Campeonato Espanhol. Hipótese, por enquanto, afastada pelo técnico Carlos Rexach, que o poupou do treinamento desta quarta-feira, porque está com gripe. O discurso menos alarmista surgiu horas depois de terem sido publicadas entrevistas suas, nas quais demonstrava temor em relação ao futuro. O desabafo original de Rivaldo provocou reações de perplexidade dos médicos Ricard Pruna (Barcelona) e José Luiz Runco (da Seleção). “Como poderá reagir ao esforço da Copa é uma incógnita”, ponderou o espanhol. “Mas neste momento segue tratamento meticuloso”. Já seu colega brasileiro disse que pretende tirar tudo a limpo na segunda-feira, assim que se encontrar com Rivaldo. “É diferente do que ele tem dito pra mim por telefone”, afirmou.

Mais matérias
desta edição