app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Esportes

Tim�o promete se superar na primeira decis�o

São Paulo - Depois do difícil jogo contra o Brasiliense, o Corinthians aposta na superação e na motivação para vencer mais um jogo decisivo deste domingo, desta vez contra o São Paulo. Os jogadores corintianos estão insatisfeitos com as críticas recebi

Por | Edição do dia 11/05/2002 - Matéria atualizada em 11/05/2002 às 00h00

São Paulo - Depois do difícil jogo contra o Brasiliense, o Corinthians aposta na superação e na motivação para vencer mais um jogo decisivo deste domingo, desta vez contra o São Paulo. Os jogadores corintianos estão insatisfeitos com as críticas recebidas depois da vitória contra o Brasiliense, quando o Timão foi acusado de ser favorecido pela arbitragem. Os atletas do Corinthians indicam as críticas como um fator a ser superado e um motivo de empolgação para a final do Torneio Rio-SP. “Nós já fomos prejudicados tantas vezes que não há motivo para tanta reclamação depois do jogo contra o Brasiliense. Nosso time chegou a duas finais e isso é motivo para um pouco mais de respeito. Todos esses problemas estão nos deixando motivados para o jogo contra o São Paulo”, explicou Ricardinho. O atacante Deivid, que nunca foi campeão por um time profissional, também não quer mais ouvir falar de problemas com arbitragem. Ele só quer saber de ser campeão. “São Paulo e Corinthians são clubes bastante iguais, a vontade de vencer será o diferencial. E eu tenho certeza que o Corinthians está em vantagem neste ponto. Estão falando muito que vencemos graças à arbitragem na quarta-feira, vamos provar amanhã que temos condições de ganhar um título”, falou o artilheiro do Timão na Copa do Brasil. O técnico Carlos Alberto Parreira está confiante na conquista dos dois títulos: Rio-SP e Copa do Brasil. Títulos Vampeta disputou sete finais pelos clubes e perdeu apenas uma (Campeonato Paulista de 1998). Foi bicampeão da Copa da Holanda (1996 e 1997), bicampeão Brasileiro (1998 e 1999), campeão Paulista (1999) e campeão do Mundial de Clubes da Fifa (2000). “É gostoso disputar finais. Não importa o quanto seja desgastante jogar partidas decisivas”, afirmou o corintiano.

Mais matérias
desta edição