app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Esportes

Ronaldinho foge do t�tulo de “revela��o do Mundial”

São Paulo – Uma das maiores esperanças da Seleção Brasileira no Mundial 2002, o atacante Ronaldinho Gaúcho adotou um discurso modesto. Ele está em Porto Alegre, aproveitando alguns dias de folga do Paris Saint-Germain. Questionado se ele acredita ter cha

Por | Edição do dia 11/05/2002 - Matéria atualizada em 11/05/2002 às 00h00

São Paulo – Uma das maiores esperanças da Seleção Brasileira no Mundial 2002, o atacante Ronaldinho Gaúcho adotou um discurso modesto. Ele está em Porto Alegre, aproveitando alguns dias de folga do Paris Saint-Germain. Questionado se ele acredita ter chances de ser a revelação da competição, o ex-jogador do Grêmio esquivou-se. “A expectativa de jogar uma Copa do Mundo é muito grande, mas consegui o principal, que é estar no grupo. Agora, poder disputar e sair campeão é o meu próximo sonho. Tem outros grandes nomes na Copa. Todas as demais seleções têm pelo menos um ou dois grandes nomes, e eu só espero ajudar o Brasil com as minhas qualidades”, disse ao Jornal Zero Hora. Ronaldinho afirmou que a Seleção não está entre as grandes forças do Mundial – e vê um lado positivo nisso. “Acho que as que estão correndo por fora são as que podem ter mais condições de chegar. Então, assim como a gente não é favorito, acredito muito que isso vá nos dar tranqüilidade para chegar, jogar bem e sair de lá como campeões”. Adesivo A Varig vai ser mais uma vez a companhia responsável pelo transporte da Seleção Brasileira durante os jogos da Copa do Mundo, que começam no dia 30. O vôo inaugural da parceria comercial entre a Varig  e a Confederação Brasileira  de Futebol (CBF) para a  Copa de 2002 está previsto  para amanhã à noite, quando um Boeing 767-200 vai levar toda a equipe brasileira  para Barcelona, na Espanha. Os termos do acordo comercial entre a Varig e a CBF não foram revelados. Mas a CBF vai pagar para a Varig transportar a Seleção Brasileira. Em contrapartida, a Varig vai adesivar todo o avião com o escudo da CBF, que contém quatro estrelas referentes ao número de vezes que a Seleção venceu a Copa. A expectativa da Varig é que o avião retorne para o Brasil com mais uma estrela no adesivo da CBF.

Mais matérias
desta edição