app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Esportes

M�e de Felipe Massa sofre com a velocidade

São Paulo - Mãe é mãe. Em qualquer circunstância. Sempre fica com o coração apertado quando o filho tem um desafio pela frente, seja um vestibular, um jogo de futebol na escola, seja entrevista para conseguir emprego. Tudo por causa de uma turma que decid

Por | Edição do dia 12/05/2002 - Matéria atualizada em 12/05/2002 às 00h00

São Paulo - Mãe é mãe. Em qualquer circunstância. Sempre fica com o coração apertado quando o filho tem um desafio pela frente, seja um vestibular, um jogo de futebol na escola, seja entrevista para conseguir emprego. Tudo por causa de uma turma que decidiu viver as velocidades que superam os 200, 300 km/h: os pilotos. “Não tem jeito. Quando ele vai para a pista, parece que meu coração vai sair pela boca”, admite Ana Elena Massa, mãe do brasileiro Felipe Massa, da equipe Sauber de F-1. Ana Elena vai sentir esse “sufoco” novamente neste domingo, no GP da Áustria. Mas estará perto do filho. Ela foi convidada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para ir ao autódromo de Spielberg, onde será homenageada pelo Dia das Mães, junto com as dos outros pilotos da categoria. Emoção “Vai ser superlegal, estou emocionada”, disse Ana Elena, antes do embarque para a Áustria. Ela acompanha Felipe sempre que pode - este ano, esteve nos GPs da Austrália, da Espanha e, claro, do Brasil - e percebeu um aspecto bastante positivo no encontro promovido pela FIA. “Vai ser uma oportunidade para nós, mães, nos conhecermos, trocarmos confidências, falarmos sobre nossas angústias. E também é importante para um filho ter a mãe do lado”. Mesmo com toda a experiência, Ana Elena não consegue evitar a apreensão quando Felipe Massa está competindo. “Cada corrida é uma experiência diferente, mas o coração bate muito forte, fico gelada”, revela.

Mais matérias
desta edição