app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Esportes

Mundial de Clubes da Fifa: no Jap�o, agora com mais times

| DA EDITORIA DE ESPORTES Começa hoje, no Japão, o Campeonato Mundial de Clubes da Fifa. O torneio reúne representantes de todos os continentes do planeta. Mas os donos da casa não terão nenhum time na disputa. A competição conta com clubes campeões de t

Por | Edição do dia 11/12/2005 - Matéria atualizada em 11/12/2005 às 00h00

| DA EDITORIA DE ESPORTES Começa hoje, no Japão, o Campeonato Mundial de Clubes da Fifa. O torneio reúne representantes de todos os continentes do planeta. Mas os donos da casa não terão nenhum time na disputa. A competição conta com clubes campeões de todas as confederações continentais filiadas à Fifa. Da América do Sul, o brasileiro São Paulo. Da Europa, o inglês Liverpool. Da Ásia, Al Ittihad, da Arábia Saudita. Da Oceania, o australiano Sydney Futebol Clube. Da África, o egípcio o Al Ahly. Da América do Norte e Central, o costa riquenho Deportivo Saprissa. A rodada de abertura, neste domingo, será entre o Al Ittihad e o Al Ahly. O vencedor desta partida enfrentará o São Paulo na semifinal, que acontece no dia 14 deste mês. O outro duelo da primeira fase será amanhã, entre o Sydney e o Deportivo Saprissa. Quem vencer jogará, no dia 15 deste mês, contra o Liverpool, em confronto válido pelas semifinais. As decisões do campeonato começarão na sexta-feira, dia 16, quando os perdedores da primeira fase jogam pelo quinto lugar. No domingo, dia 18, será realizada a disputa do terceiro lugar e a grande final que valerá o título. Favoritos São Paulo e Liverpool são os favoritos para fazerem a final da competição. Em janeiro de 2000, a Fifa organizou a primeira competição nos novos moldes, no Brasil, tendo o Corinthians como vencedor. Uma segunda edição não foi realizada graças aos problemas de calendário envolvendo os campeões e só voltou a ser viabilizada no ano passado. O Mundial de Clubes da Fifa unifica de vez a decisão de clubes que era realizada somente entre América do Sul e Europa. A partir de agora essa disputa não ocorrerá mais.

Mais matérias
desta edição