app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Esportes

Sele��o faz primeiro treino t�cnico em Barcelona

Barcelona, Espanha - Pela primeira vez com os 17 dos 23 jogadores convocados para a Seleção Brasileira e que estão à sua disposição, o técnico Luiz Felipe Scolari conseguiu realizar  ontem à tarde seu primeiro treino técnico em Barcelona, visando ao a

Por | Edição do dia 15/05/2002 - Matéria atualizada em 15/05/2002 às 00h00

Barcelona, Espanha - Pela primeira vez com os 17 dos 23 jogadores convocados para a Seleção Brasileira e que estão à sua disposição, o técnico Luiz Felipe Scolari conseguiu realizar  ontem à tarde seu primeiro treino técnico em Barcelona, visando ao amistoso de sábado, contra a seleção da Catalunha. Pela manhã, os jogadores completaram os testes físicos em grupos de quatro por vez. Os testes tinham como objetivo determinar a real condição física de cada jogador, definindo a programação de exercícios a que serão submetidos. Pela tarde, os brasileiros voltaram ao miniestádio do Barcelona, que fica ao lado do Camp Nou e tem capacidade para 12 mil pessoas. Mas agora para treinar sério. Com uma hora e meia de atraso, os atletas iniciaram a sessão (que estava marcada para as 11 h de Brasília). O treino durou outra hora e meia. Preocupações A principal movimentação do treino, após os tradicionais “bobinhos” e aquecimentos iniciais, teve os laterais Cafu, Bel-letti e Júnior cruzando e os zagueiros Edmílson e Roque Júnior treinando para afastar as bolas aéreas - falha mais nítida nos últimos amistosos da Seleção Brasileira. Os meias e atacantes treinaram principalmente as finalizações. No fim do treino, alguns jogadores ainda realizaram cobranças de pênaltis. Nesta quarta-feira, já com os testes físicos realizados, a Seleção treina em dois períodos. Pela manhã, a sessão está marcada para as 9 h locais (4 h em Brasília). Pela tarde, o treinamento começa às 16 h locais (11 h em Brasília). Denilson O atacante Denilson declarou que o Brasil tem uma conta pendente para acertar no próximo Mundial, principalmente por causa da derrota por 3 a 0 contra a França na Copa do Mundo de 1998. “Não jogamos nada na última final”, disse o jogador. Ele afirmou que as críticas sofridas pela equipe durante as eliminatórias sul-americanas foram importantes para o grupo. “Agora temos possibilidades até de ganhar um Mundial”, afirmou. “Mas é melhor que tratem as outras seleções como favoritas e nos deixem trabalhar em paz”. O meia disse que ficou surpreso com o estado físico de Ronaldo. “Ele parece estar com mais vontade e disposição do que antes”, ressaltou o meia.

Mais matérias
desta edição