app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Esportes

Rede Globo pode transferir jogo do ASA

FERNANDA MEDEIROS WELLINGTON SANTOS Repórteres A partida entre ASA e Flamengo, que será realizada no dia 22 de fevereiro, válida pela Copa do Brasil 2006, corre o risco de ser transferida do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, para o E

Por | Edição do dia 14/12/2005 - Matéria atualizada em 14/12/2005 às 00h00

FERNANDA MEDEIROS WELLINGTON SANTOS Repórteres A partida entre ASA e Flamengo, que será realizada no dia 22 de fevereiro, válida pela Copa do Brasil 2006, corre o risco de ser transferida do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, para o Estádio Rei Pelé, em Maceió. Isso porque, segundo o presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF), Raimundo Soares, uma emissora de televisão teria entrado em contato com ele, solicitando a transferência do jogo, em função da precariedade das instalações oferecidas para a imprensa naquele estádio. Soares preferiu não divulgar o nome da emissora, mas a Gazeta de Alagoas apurou que teria sido a Rede Globo. Uma das exigências da emissora teria sido a instalação de um maior número de cabines de transmissão de TV. O vice-presidente da FAF, Ederaldo Almeida, admitiu que se as melhorias no estádio não forem feitas, o jogo poderá ser mesmo transferido. Porém, ele acredita que a Prefeitura de Arapiraca irá tomar todas as providências necessárias para que a partida seja mantida naquela cidade. “Reconhecemos que o estádio precisa, realmente, de alguns reparos, principalmente para oferecer uma melhor comodidade à imprensa, mas confiamos e acreditamos que o prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, e o empresariado local vão providenciar as melhorias necessárias”, declarou. Proposta “indecorosa” Ontem, a administração do Estádio Coaracy da Mata informou que a reforma será feita. Para agilizar a obra, foi sugerido que seja derrubada a parede de uma das cabines, ou seja, que duas cabines sejam transformadas em apenas uma, com um espaço físico maior. O presidente do ASA, Clarindo Lopes, afirmou ontem que não existe a menor possibilidade de o jogo sair de Arapiraca por uma questão simples: “Tivemos uma conversa sábado com o prefeito Luciano Barbosa e ele nos garantiu que tudo estará 100% no dia do jogo. O povo de Arapiraca não aceita nem pensar nessa hipótese”, declarou. O presidente alvinegro acrescentou ainda que as novas instalações, além das cabines, serão inauguradas no dia do jogo com a presença do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, já que 75% das reformas serão bancadas pelo governo federal. Clarindo revelou que até uma proposta “indecorosa” foi feita por uma empresa ligada ao Flamengo, no Rio de Janeiro, para que o ASA abrisse mão do mando de campo, para transferir o jogo para Maceió. Clarindo não revelou o valor, mas a Gazeta apurou que o acerto era de R$ 150 mil livres para o Alvinegro. “Não tem dinheiro que pague para a gente tirar o direito de Arapiraca em ver o Flamengo”, finalizou.

Mais matérias
desta edição