app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5732
Esportes

Ronaldo promete surpresa na Copa

| O GLOBO Triste pelas seguidas lesões, mas animado com a possibilidade de quebrar o recorde de gols de um jogador em Mundiais, Ronaldo não teme que problemas físicos o atrapalhem na Copa do Mundo e garante que, se o Brasil chegar à semifinal, vai prepar

Por | Edição do dia 11/01/2006 - Matéria atualizada em 11/01/2006 às 00h00

| O GLOBO Triste pelas seguidas lesões, mas animado com a possibilidade de quebrar o recorde de gols de um jogador em Mundiais, Ronaldo não teme que problemas físicos o atrapalhem na Copa do Mundo e garante que, se o Brasil chegar à semifinal, vai preparar uma surpresa, como foi o corte de cabelo cascão na Copa de 2002 que virou mania nacional. O atacante torce por uma final contra a rival Argentina. “Brasil x Argentina é o grande clássico mundial. Existe a rivalidade e o respeito. Torço por uma final entre os dois. Seria o máximo, sobretudo se a gente ganhar, mas eles merecem respeito e consideração. A Argentina tem uma grande seleção”, disse o atacante do Real Madrid. Ronaldo já marcou 12 gols em Mundiais e, marcar mais três para passa o alemão Muller, virou uma motivação extra. “Estou há dois gols de igualar o recorde de maior goleador da competição. Se fizer três, passo todo mundo. E uma motivação especial”, afirmou o fenônemo. Sobre seus rivais na disputa pela artilharia da Copa deste ano, Ronaldo relacionou principalmente quatro. “Tem muita gente boa. Henry (França), Crespo (Argentina), Raúl (Espanha), Van Nistelrooy (Holanda), vários grandes jogadores. É uma briga dura”. E o Adriano? “Se for o Adriano, vou ficar feliz. Ele é meu amigo e vai ser bom para a seleção brasileira. Mostra que ela está bem servida”. ELOGIOS A ROBINHO Sobre Robinho, o camisa 9 da Seleção vê muito futuro e diz que, quando o ex-santista se adaptar ao Real Madrid - “e vai ser logo” - arrebentará. “O importante é que o talento corre pelas veias dele. Uma hora explode de vez. O que converso com ele é sobre minha experiência na Holanda, quando cheguei com 17 anos. Falo muito sobre aquele período de adaptação”, afirmou Ronaldo. Questionado se há algum tipo de competição com Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo foi claro. “Nenhuma. Acho legal na Espanha quando eles falam que o Ronaldinho segue meus passos em algumas coisas. Espero ser um bom exemplo”.

Mais matérias
desta edição