app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Esportes

Est�dios s�o aprovados com ressalvas

| FERNANDA MEDEIROS Repórter Se dependesse da comissão de vistorias da Polícia Militar, o único estádio aprovado para o Campeonato Alagoano seria o Nelson Feijó, do Corinthians, considerado pela comissão como estádio modelo. Mas na reunião de ontem, na

Por | Edição do dia 13/01/2006 - Matéria atualizada em 13/01/2006 às 00h00

| FERNANDA MEDEIROS Repórter Se dependesse da comissão de vistorias da Polícia Militar, o único estádio aprovado para o Campeonato Alagoano seria o Nelson Feijó, do Corinthians, considerado pela comissão como estádio modelo. Mas na reunião de ontem, na sede do Ministério Público, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, formada pelos promotores José Arthur Melo, Max Martins e Denise Guimarães, liberou o Estádio Rei Pelé e o Severiano Gomes Filho, com ressalvas. Para isso, foi firmado um Termo de Ajuste de Conduta com o MP. E o mesmo foi feito com os demais estádios. No campo do CRB, há pendências como a retirada de entulhos, colocação de degraus e corrimão nas arquibancadas, grades nos bares, portões de evacuação que abram para os dois lados e catracas removíveis. Mas desses, apenas dois serão feitos no prazo de 30 dias. Os demais serão concluídos até domingo. Também é necessário o laudo do Corpo de Bombeiros, maior exigência, pois, segundo a promotora Denise Guimarães, se não for entregue até amanhã, poderá não haver jogo, domingo, na Pajuçara. Mas o coordenador administrativo do CRB, Elder Pereira, garantiu que a documentação será entregue em tempo hábil. Além dos membros da comissão, dirigentes da Federação Alagoana de Futebol (FAF) e dos clubes, promotores das cidades com times no Estadual e o secretário de Esporte e Lazer, Alberto Sextafeira foram à reunião. A PM apresentou o relatório de todas as vistorias realizadas, até o momento. Pelo documento, os estádios alagoanos estão inadequados para a prática do futebol, à exceção do Nelson Feijó. Nos demais, os problemas apontados vão desde a sinalização luminosa, sistema de prevenção de incêndio, vias de circulação e saídas de emergência obstruídas até a colocação de grades para dar segurança ao torcedor, nas arquibancadas e nos bares. No caso dos bares, o comandante da Polícia Militar de Alagoas, coronel Edmilson Cavalcante, sugeriu que não devem funcionar até que as grades sejam colocadas. Ele rebateu as informações de que a PM queria interditar os estádios. Informações que, segundo ele, foram criadas pela imprensa. “Essa não é a nossa intenção. Não cabe à PM essa atribuição. Visamos à segurança do torcedor”, afirmou. O promotor José Arthur Melo destacou a responsabilidade do MP em garantir a segurança do torcedor. “O MP não é contra o início do campeonato, mas existe uma coisa chamada responsabilidade. Seríamos irresponsáveis se permitíssemos a realização da competição sem segurança”. Trapichão No Rei Pelé, a primeira vistoria da PM detectou 84 itens irregulares. Desse total, quatro ficaram pendentes: colocação de grades nos bares, catracas removíveis, elevação das muretas e colocação de grades na parte alta das grandes arquibancadas. O secretário Alberto Sextafeira afirmou que três desses itens estarão prontos até o dia 18, quando haverá o primeiro jogo no Trapichão. Apenas as grades na parte alta das grandes arquibancadas precisarão de um prazo maior para a colocação, pois, segundo ele, necessita de licitação e recursos. Mesmo não tendo condições para sediar jogos, segundo o relatório da comissão de vistorias, os estádios do interior foram aprovados com ressalvas. Os clubes firmaram um Termo de Ajuste, até que os problemas sejam resolvidos, a curto prazo. Questionada se o Termo de Ajuste é permitido pelo Estatuto do Torcedor, a promotora Denise Guimarães respondeu: “Jamais iríamos fazer um termo que fosse de encontro ao Estatuto”. A comissão irá hoje ao Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. Em Penedo, a vistoria no Estádio Alfredo Leahy será na próxima semana. O Estádio Senador Arnon de Mello, em Santana do Ipanema, foi aprovado pelos promotores daquela comarca, Luiz Tenório e Tânia Cristina. No Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, a vistoria das arquibancadas metálicas pelo CB foi feita ontem, segundo o presidente Clarindo Lopes. Em Coruripe, no Gerson Amaral, precisa ser feita a retirada dos entulhos e a colocação de grades nos bares. O presidente do clube, Maicon Beltrão, disse que esses serviços estão sendo agilizados. No Estádio José Gomes da Costa, em Murici, a vistoria será na segunda-feira, assim como no Estádio Edvanil Navarro, em Matriz do Camaragibe. “Caso não tenham sido feitas as melhorias, eles podem ser interditados”, alertou o vice da FAF, Ederaldo Almeida. Segundo o promotor da comarca de Matriz, Adriano Jorge, faltam muitos itens no estádio. “Se não houver condições de repará-los, será interditado. Mas a FAF deveria adiar o início do campeonato até que os estádios ficassem prontos. Acho que os interesses econômicos da FAF se sobrepõem aos interesses de segurança do torcedor”, criticou.

Mais matérias
desta edição