app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Esportes

Ainda sem marcar gols, Murici e Bom Jesus ficam no 0 a 0

| IVAN NUNES Repórter Murici e Bom Jesus vinham de derrota na primeira rodada do Alagoano, respectivamente, para CSE (1x0) e CRB (3x0). A partida de ontem, no Estádio José Gomes da Costa, em Murici, representava para os dois times a chance da primeira v

Por | Edição do dia 19/01/2006 - Matéria atualizada em 19/01/2006 às 00h00

| IVAN NUNES Repórter Murici e Bom Jesus vinham de derrota na primeira rodada do Alagoano, respectivamente, para CSE (1x0) e CRB (3x0). A partida de ontem, no Estádio José Gomes da Costa, em Murici, representava para os dois times a chance da primeira vitória na competição. Mas em um jogo morno e de poucas chances, os dois clubes ficaram no empate sem gols, 0 a 0. Além de desperdiçar dois pontos em casa, o Murici não soube aproveitar a oportunidade de ter o mando de campo. O time da casa fez um primeiro tempo regular, tentando cadenciar a partida. Mas foi o Bom Jesus quem tomou a iniciativa e atacou mais. A reação dos donos da casa ocorreu após a expulsão do atacante do Bonja, Adriano, aos 43 minutos do primeiro tempo, depois de entrada dura em Aldo. No segundo tempo, o técnico Coca fez três alterações no Murici. Apesar das mudanças, o time só conseguiu pressionar o adversário aos 37 minutos. Para evitar qualquer chance de gol do Murici, o técnico do Bom Jesus, Joécio, colocou em campo o lateral Gomes, com a função de fechar o meio-campo. A atitude do treinador deu certo e evitou o crescimento do adversário em campo. Final: 0x0. Os dois times agora somam um ponto e nenhum gol marcado no Alagoano. Murici tem saldo negativo de um gol e o Bonja saldo negativo de três. Punição O jogador do Murici, Carlos André, pegou ontem suspensão de 270 dias pela tentativa de agressão ao árbitro do jogo CSA x Teotônio, ano passado, no Estádio Rei Pelé, pela Segunda Divisão do Alagoano. Na ocasião Carlos André era jogador do Teotônio.

Mais matérias
desta edição