app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Esportes

Contus�o de Dida abre espa�o para Ceni

| UOL O técnico Carlos Alberto Parreira convocou na tarde de ontem os goleiros Rogério Ceni e Gomes para o amistoso da seleção brasileira contra a Rússia no dia 1º de março em Moscou. Os dois vão substituir Dida e Júlio César, que foram cortados por esta

Por | Edição do dia 23/02/2006 - Matéria atualizada em 23/02/2006 às 00h00

| UOL O técnico Carlos Alberto Parreira convocou na tarde de ontem os goleiros Rogério Ceni e Gomes para o amistoso da seleção brasileira contra a Rússia no dia 1º de março em Moscou. Os dois vão substituir Dida e Júlio César, que foram cortados por estarem machucados. A convocação de Rogério Ceni aconteceu cinco dias depois de o goleiro do São Paulo ter jogado a toalha sobre suas chances de ir para a Copa do Mundo da Alemanha. Com o chamado de Parreira, Ceni vai perder o primeiro jogo do São Paulo na Libertadores. A equipe estréia na competição sul-americana contra o Caracas justamente no dia da partida contra a Rússia. Já a participação de Gomes na partida contra a Rússia depende do PSV, uma vez que pelas regras da Fifa os técnicos das seleções precisam convocar os jogadores que não atuam no país com pelo menos 15 dias de antecedência. Apesar de chamar dois goleiros que não estão entre os seus preferidos, Parreira não deverá ter problemas para a posição na Copa do Mundo. O técnico tem até o dia 15 de maio para divulgar a relação final dos jogadores que vão ao Mundial da Alemanha. Até lá, Dida, Marcos e Júlio César devem estar recuperados. Com o grupo quase fechado, a chance de uma mudança era pequena. Por isso, na sexta-feira passada, Rogério Ceni disse que não tinha mais esperança de ir para a seleção brasileira neste Copa. “Não posso ser egoísta e achar que só eu tenho condições de ir à Copa. A seleção não é prioridade para mim. O que quero é ir bem no São Paulo”, disse Ceni na ocasião. Terceiro goleiro na Copa do Mundo de 2002, Rogério Ceni nunca teve muitas chances com Parreira. Sua última convocação foi para o amistoso contra a Guatemala, em abril do ano passado, no jogo que marcou a despedida de Romário. Pela seleção, o goleiro do São Paulo atuou 15 vezes nas 36 em que foi convocado, tendo sofrido 12 gols. Já Gomes sempre foi uma opção para a reserva da seleção. A sua última convocação foi para a partida de encerramento das eliminatórias sul-americanas, contra a Venezuela, em outubro. Ele já foi chamado oito vezes, mas nunca jogou com a camisa do Brasil. “Acho que o trabalho que estou fazendo aqui (no PSV) está muito bom. Fico muito feliz. Isso prova que o Parreira está sempre olhando”, disse o goleiro Gomes. SOBROU VAGA A contusão sofrida por Dida na terça-feira passada contra o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões, não ameaça a presença do goleiro titular da seleção brasileira na Copa do Mundo. Mas, somada aos problemas médicos de Marcos e Júlio César, acabou abrindo espaço para uma última chance a Rogério Ceni com o técnico Carlos Alberto Parreira, antes da Copa. Dida sofreu uma entorse no tornozelo, mas não preocupa o médico da seleção brasileira, José Luiz Runco.

Mais matérias
desta edição