app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Esportes

Ap�s estr�ia, ASA dispensa quase um time inteiro

| WELLINGTON SANTOS Repórter Um desfile de nove jogadores no ASA. Não, não é o início de nenhum desfile de carnaval. O problema é que essa foi a quantidade de atletas que a diretoria Alvinegra dispensou ontem, ao promover um verdadeiro asseio (limpeza)

Por | Edição do dia 25/02/2006 - Matéria atualizada em 25/02/2006 às 00h00

| WELLINGTON SANTOS Repórter Um desfile de nove jogadores no ASA. Não, não é o início de nenhum desfile de carnaval. O problema é que essa foi a quantidade de atletas que a diretoria Alvinegra dispensou ontem, ao promover um verdadeiro asseio (limpeza) no plantel. Dessa forma, ocorreu um desfile de malas nas hostes do atual campeão alagoano. De acordo com o diretor de Marketing do clube, Ricardo Almeida, acertaram a rescisão de contrato com o Alvinegro o zagueiro Emerson; os laterais Evanilson e Canu; o volante Jair; os meias Marcelo Souza e Sinésio; e os atacantes Paulinho Guerreiro, Rafael e Rônio. Para muitos, o número dos dispensados pode parecer um exagero, mas a verdade é que a diretoria do ASA já havia antecipado, antes mesmo do jogo contra o Flamengo, que muitos atletas deveriam deixar o clube. Uns em função do baixo rendimento apresentado durante o Campeonato Alagoano, e outros por nem terem sido aproveitados durante esse tempo no elenco. Para repor Em compensação, a diretoria, por meio de Ricardo Almeida, já havia anunciado na quarta-feira, antes mesmo do jogo contra o Flamengo, a contratação do lateral-direito Júnior Sertania, com passagem no Náutico; o meia-atacante Lucas, ex-São Caetano-SP e o atacante Luciano Baiano. Antes do anúncio desses três atletas, o ASA já havia adquirido o lateral-direito Celso, com passagens no CRB e no próprio Alvinegro, onde foi campeão ano passado; e o volante Marcos Mendes, ex-Estudante de Tibaúba-PE. “Independentemente do resultado do jogo contra o Flamengo, as dispensas já vinham sendo estudadas antes, com o objetivo de melhorar a qualidade do plantel do ASA, para que nós tenhamos condições de sair da difícil situação na competição dentro do Estadual”, explicou Ricardo Almeida.

Mais matérias
desta edição